Marcos de Paula/AE - 9/2/2012
Marcos de Paula/AE - 9/2/2012

Flamengo adota postura mais defensiva para jogar na Argentina

Nos últimos cinco jogos o time não tomou nenhum gol e quer manter série invicta na Libertadores

Leonardo Maia, Agência Estado

15 de fevereiro de 2012 | 07h31

RIO - Joel Santana sempre rejeitou o rótulo de técnico "retranqueiro". Não gosta do tom pejorativo da palavra, mas admite que, primeiro, procura ajustar os sistemas defensivos de sua equipe para depois pensar no ataque. A ordem é evitar gols antes de tentar fazê-los. Esta vai ser a proposta do Flamengo para o jogo desta quarta-feira, contra o Lanús, a partir das 22 horas, em Buenos Aires, na estreia no Grupo 2 da Libertadores.

Ciente da pressão que seu time vai sofrer no estádio La Fortaleza, com capacidade para 45 mil torcedores, Joel tomou suas tradicionais providências defensivas, mesmo com a equipe sem sofrer gols a seis jogos seguidos (cinco pelo Campeonato Carioca e um pela Libertadores). No meio-de-campo, barrou o jovem e promissor Luiz Antônio em favor do veterano Maldonado.

No discurso, porém, as palavras são fortes e de ousadia. Em entrevista coletiva com a presença de jornalistas argentinos, o técnico recusou fazer um jogo pelo empate e garantiu que vai em busca da vitória. "O Flamengo não joga para 0 a 0. Flamengo é Flamengo, se você já ouviu falar, você sabe. Não somos apenas um clube, somos uma nação. Toda vez que vestimos a nossa camisa, entramos para vencer. O hino já diz isso: vencer, vencer, vencer", avisou o comandante flamenguista.

Mas o torcedor flamenguista pode se preparar para ver um time defensivo nesta quarta-feira. Além da entrada do volante Maldonado, o treinador tem outra dúvida. Como o atacante Vagner Love está suspenso e não pode jogar, o meia Bottinelli foi testado no treino desta terça-feira. No decorrer da atividade, porém, ele cedeu lugar ao volante Airton, no que seria uma formação com quatro homens de marcação no meio-de-campo.

"Vamos definir antes da partida, depois de fazer uma análise melhor. O objetivo não foi ofensivo ou defensivo, mas, sim, uma equipe errando menos. As duas formações me agradaram", justificou Joel, que, se optar pela escalação de Airton, liberaria o meia Ronaldinho Gaúcho para jogar no ataque ao lado de Deivid.

LANÚS – Caranta; Araujo, Valdez, Goltz e Balbi; Ledesma, Valeri, Benítez e Pizarro; Vides e Pavone. Técnico: Gabriel Schurrer.

FLAMENGO – Felipe; Leonardo Moura, Welinton, David Braz e Junior Cesar; Willians, Maldonado, Renato e Bottinelli (Airton); Ronaldinho e Deivid. Técnico – Joel Santana.

Árbitro - Roberto Silvera (URU); Horário - 22 horas; Local - Estádio Ciudad de Lanús (Lanús).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.