Divulgação/Flamengo
Divulgação/Flamengo

Flamengo anuncia Carlos Noval como novo diretor executivo de futebol

Dirigente era diretor da base da equipe e ganha um voto de confiança da alta cúpula após o bom trabalho

Estadão Conteúdo

31 de março de 2018 | 19h34

O Flamengo buscou uma solução interna para o comando do futebol profissional. Dois dias depois de demitir Rodrigo Caetano, o clube anunciou neste sábado que Carlos Noval será o novo diretor executivo da modalidade. A apresentação do dirigente acontecerá na próxima segunda-feira.

+ Leia mais notícias sobre o Flamengo

+ Após demissões, Barbieri comanda Fla em treino com a presença de presidente no CT

+ Um dia após eliminação, Flamengo demite Carpegiani e o diretor Rodrigo Caetano

Noval era diretor da base do Flamengo e ganha um voto de confiança da alta cúpula após o bom trabalho por lá. Em oito anos, ajudou a levar o time rubro-negro a 73 conquistas nas categorias inferiores, incluindo três da Copa São Paulo de Futebol Júnior, em 2011, 2015 e 2018.

Carlos Noval chegou ao Flamengo em 2010, quando Patrícia Amorim era a presidente, com indicação de Zico, à época executivo de futebol do clube. Ele é filho de Renato Noval, ex-dirigente rubro-negro, falecido em 2015.

"No trabalho de reformulação da base, (Noval) revelou centenas de atletas aproveitados no profissional ou negociados com outros clubes. No atual elenco, 13 jogadores trabalharam com o novo dirigente", exaltou o Flamengo em nota oficial.

A chegada de Noval para o cargo faz parte de uma reformulação no futebol do Flamengo. Afinal, além de Rodrigo Caetano, o clube anunciou na última quinta as demissões do técnico Paulo César Carpegiani, do auxiliar-técnico Jayme de Almeida e do preparador físico Marcelo Martorelli. Para estas outras funções, a diretoria ainda não definiu substitutos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.