Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Flamengo anuncia renovação do contrato de Willian Arão até 2023

No clube desde 2016, volante entra em acordo com a diretoria e prolonga o vínculo com o clube

Redação, Estadão Conteúdo

30 de janeiro de 2020 | 11h26

Na semana em que seus principais jogadores se reapresentaram após o período de férias, o Flamengo acertou uma série de definições para a sequência da temporada. A última delas, anunciada nesta quinta-feira, foi a renovação do contrato do volante Willian Arão até dezembro de 2023.

No Flamengo desde 2016, Arão elevou o seu status no clube a partir da chegada do técnico Jorge Jesus, pois deixou de ser um jogador contestado pela torcida para adquirir status de titular absoluto na equipe, a ajudando a vencer o Campeonato Brasileiro e a Copa Libertadores no segundo semestre de 2019.

"Há mais de 200 jogos, eu visto essa camisa com muito orgulho. Não faltaram obstáculos nessa caminhada de quatro anos atuando pelo Flamengo. Mas quem joga nesse clube tem que acreditar até o fim. Juntos, já conquistamos o Rio, o Brasil e a América. Mas a gente sempre quer mais, né? E é por isso que eu quero continuar escrevendo a minha história neste clube que já faz parte da minha vida. E é com muita alegria e muita honra que eu venho anunciar que estaremos juntos até 2023. Uma vez Flamengo, Flamengo até morrer!", disse o jogador, ao site oficial do clube.

No total, Willian Arão soma 231 jogos disputados com 24 gols marcados pelo Flamengo. O meio-campista, de 27 anos, também venceu o Campeonato Carioca em 2017 e 2019 pelo time.

Antes, nesta semana, o Flamengo havia anunciado a renovação do contrato de Bruno Henrique, também até 2023. O clube também assegurou a permanência de Gabriel, adquirido após longa negociação com a Inter de Milão e se reforçou com o zagueiro Léo Pereira, recompondo a perda de Pablo Marí, negociado com o Arsenal.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFlamengoWillian Arão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.