Marcos Arcoverde/Estadão
Marcos Arcoverde/Estadão

Flamengo arrasa Cruzeiro e coloca fogo no Brasileirão

Com o resultado, o Internacional, novo vice-líder da competição, diminui a diferença em relação à equipe mineira para seis pontos

Marcio Dolzan, O Estado de S. Paulo

12 de outubro de 2014 | 18h17

O instável Flamengo decidiu fazer sua melhor partida no Brasileirão diante do líder Cruzeiro. Eficiente nos contra-ataques e objetivo nas finalizações, o time aplicou 3 a 0 no time mineiro na tarde deste domingo, no Maracanã, subiu na tabela de classificação e voltou a deixar a competição em aberto.

O resultado diminuiu a diferença do Cruzeiro para o vice-líder, agora o Internacional, para seis pontos: 56 a 50. Os mineiros agora voltam-se pela Copa do Brasil, já que decidem uma vaga na semifinal contra o ABC na quarta-feira, na Arena das Dunas. O Flamengo, por sua vez, chegou a 37 pontos em décimo. Também pela Copa do Brasil, pega o América-RN na quarta-feira, no Maracanã.

Talvez pensando no contra-ataque, o técnico do Cruzeiro, Marcelo Oliveira, decidiu povoar o meio de campo neste domingo, colocando Nilton e armando o setor com três volantes. Assim, liberou os laterais Mayke e Egídio para o apoio.

" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" globalMute="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" playerVisibilityChanged="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" isScrollToPlay="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" externalVideoPlayback="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" isPaused="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" onFullSizeOn="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" onFullSizeOff="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" 31ACA31B-6561-6613-2AD1-072ACB7EBD26="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" getUserLocation="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" stopPlayer="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" pausePlayer="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" playPlayer="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" resumePlayer="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}" setVolume="function () {return eval(instance.CallFunction("" + __flash__argumentsToXML(arguments,0) + ""));}">

Mas as jogadas pelas alas funcionaram mesmo para o Flamengo. No primeiro tempo, foi o time do técnico Vanderlei Luxemburgo quem melhor jogou pelos lados do campo, com Everton pela esquerda e com o atacante Alecsandro caindo mais pela direita. Pelo meio, Eduardo da Silva era quem tentava chegar.

Foi pelo lado direito que o time rubro-negro abriu o marcador. Aos 13, Alecsandro foi à linha de fundo e cruzou no primeiro pau; Fábio saía para encaixar a bola, mas o zagueiro Dedé se atirou todo estabanado e mandou no ângulo esquerdo.

O erro de Dedé refletiu bem o que foi o Cruzeiro na partida. O líder do campeonato foi pouco produtivo no meio de campo, abusou dos erros de passe e quase não conseguiu concluir. Tanto que a melhor chance do primeiro tempo só veio aos 30, da cabeça do artilheiro Marcelo Moreno, mas o atacante boliviano, da pequena área, mandou à esquerda da meta.

Tentando alterar o panorama, na etapa final Marcelo Oliveira mudou o time. O técnico sacou o volante Nilton e colocou o atacante Willian em campo. O Cruzeiro melhorou nos primeiros minutos e teve duas chances para empatar antes dos 10, com Marquinhos e Dedé.

Mas um erro de Manoel, aos 11, diminuiu muito as possibilidades de reação do Cruzeiro. O zagueiro tentou proteger a bola para a chegada de Fábio, mas Canteros se antecipou à dupla e chutou rasteiro para ampliar.

A partir daí, o Cruzeiro passou a jogar sem organização alguma, insistindo nos lançamentos e no chuveirinho na área, onde a dupla Marcelo e Chicão acabou sendo soberana. Para completar, Gabriel aproveitou assistência de Alecsandro e, aos 17, chutou de primeira para fazer 3 a 0 e fechar o marcador.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 3 X 0 CRUZEIRO

FLAMENGO - Paulo Victor; Leo Moura, Marcelo, Wallace (Chicão) e Anderson Pico; Cáceres, Canteros, Márcio Araújo (Muralha) e Everton; Eduardo da Silva (Gabriel) e Alecsandro . Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

CRUZEIRO - Fábio; Mayke, Manoel, Dedé e Egídio; Nilton (Willian), Henrique, Lucas Silva e Alisson; Marquinhos e Marcelo Moreno (Borges). Técnico: Marcelo Oliveira.

GOLS - Dedé (contra), aos 13 minutos do primeiro tempo; Canteros, aos 11, e Gabriel, aos 17 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Francisco Carlos do Nascimento (AL).

CARTÃO AMARELO - Cáceres, Marquinhos, Nilton, Marcelo.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio (RJ).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoFlamengoCruzeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.