Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Flamengo atacará o Bahia, pior defesa do Brasileiro, para seguir na caça ao líder

Para não perder o São Paulo de vista, time rubro-negro não pode se dar ao luxo de tropeçar em casa

Redação, Estadão Conteúdo

20 de dezembro de 2020 | 11h41

O Flamengo não quer perder o São Paulo de vista no Brasileirão e, neste domingo, vai ao ataque diante do Bahia, dono da pior defesa. Às 18h15, no Maracanã, a ordem é sufocar o rival e buscar um gol rápido para furar a possível retranca dos comandados de Mano Menezes.

Principal perseguidor do São Paulo, que já ganhou na rodada, o Flamengo está oito pontos atrás do líder, mas tem um jogo atrasado com o Grêmio e o confronto direto na rodada final. Ganhar do Bahia se faz necessário para os cariocas seguirem dependendo das próprias forças.

Diante do Bahia, o Flamengo inicia uma sequência de jogos com equipes em tese mais fáceis, o que anima a torcida e aumenta a confiança em colar na liderança. Além do time baiano, terá Fortaleza, Ceará e Goiás no período. Ainda terá o clássico com o Fluminense entre os confrontos.

Mais uma vez Rogério Ceni vai apostar no quarteto ofensivo com Éverton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabriel Barbosa. E Gerson tendo a liberdade de também chegar na frente. João Gomes será o primeiro volante. Em fase final de recuperação de lesão, William Arão volta diante do Fortaleza.

Gabriel, que agora pede para ser chamado de Gabi, fez dois gols na última rodada, ambos de pênalti, e está empolgado em se tornar o principal artilheiro do time na temporada. Ele e o companheiro Pedro somam 20 gols cada.

"É um jogo importantíssimo. Pra pensar em conquistar o Brasileiro, temos que vencer todos os jogos. Essa semana foi boa de trabalho. Estamos nos preparando forte para enfrentar o Bahia", afirmou o zagueiro Rodrigo Caio, que fará dupla novamente com Natan.

O zagueiro, entretanto, pede atenção à equipe. O Bahia já surpreendeu o Atlético-MG quando os mineiros estavam embalados no Brasileirão, com vitória de virada por 3 a 1. "Prefiro pegar uma equipe que vem numa sequência boa. É o jogo da vida para o Bahia. Precisamos aumentar o nível de concentração e fazer o que o Rogério vem pedindo", alertou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.