Marcelo Sadio/Vasco
Marcelo Sadio/Vasco

Flamengo bate o Vasco na estreia de torneio amistoso em Manaus

Everton marca o único gol do jogo, disputado na Arena Amazônia; competição também conta com a participação do São Paulo

MARCIO DOLZAN, O Estado de S. Paulo

22 de janeiro de 2015 | 00h06

Desde que reassumiu a presidência do Vasco, Eurico Miranda tem insistido na necessidade de seu time vencer o rival Flamengo. Mas, no primeiro clássico do ano, a equipe rubro-negra levou a melhor. Jogando na Arena Amazônia, em Manaus, o Flamengo venceu o Vasco por 1 a 0, nesta quarta-feira, na primeira rodada do torneio Super Series - competição amistosa que conta também com a participação do São Paulo.

Para a partida, o técnico Vanderlei Luxemburgo poupou Eduardo da Silva e Gabriel, mandando o Flamengo a campo com Paulo Victor; Leo Moura, Wallace, Samir e Anderson Pico; Cáceres, Canteros, Arthur Maia e Everton; Nixon e Marcelo Cirino. O técnico Doriva, por sua vez, escalou o Vasco com Martín Silva; Jean Patrick, Luan, Rodrigo e Christiano; Guiñazu, Sandro Silva, Bernardo, Marcinho e Montoya; Rafael Silva.

A partida começou bastante truncada, com os jogadores demonstrando muita disposição, mas pouco entrosamento. Até os 20 minutos, as jogadas bem trabalhadas e os chutes a gol foram escassos, enquanto que os passes errados se multiplicaram.

Foi a partir de uma cobrança de falta de Bernardo - que Paulo Victor defendeu com tranquilidade -, que o jogo começou a ganhar emoção. Com Nixon errando todos os cruzamentos pela direita, o Flamengo passou a insistir nas jogadas pelo lado esquerdo com Everton. Por lá, surgiram as melhores chances do time rubro-negro, mas quando não faltou pontaria aos atacantes, Martin Silva apareceu para garantir.

Ainda assim, foi do Vasco a melhor chance do primeiro tempo. Aos 33 minutos, Marcinho recebeu linda bola de Bernardo no meio da área e chutou à queima-roupa para grande defesa de Paulo Victor.

Com mudanças pontuais no intervalo - Pará na lateral e Márcio Araújo no meio - o Flamengo voltou melhor para o segundo tempo. E marcou o gola da vitória logo aos 8 minutos, quando Sandro Silva perdeu a bola na entrada da área e Everton, de frente para o gol, venceu Martin Silva.

Depois disso, as duas equipes fizeram um confronto equilibrado. O calor, somado ao início de temporada, fez com que Luxemburgo e Doriva optassem por fazer todas as alterações permitidas - seis para cada lado. Assim, os times perderam mecânica de jogo e, como no começo da partida, passaram a jogar na base da vontade. Atrás do marcador, o Vasco foi para cima nos minutos finais, mas não conseguiu buscar o empate.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFlamengoVascoArena Amazônia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.