Flamengo bate o Vasco nos pênaltis e se classifica à final

O Flamengo se classificou para a final da Taça Guanabara graças aos pés do goleiro Bruno. Ele foi decisivo na cobranças de pênaltis, após o empate no tempo normal contra o Vasco, por 1 a 1, neste domingo, no Maracanã. O Flamengo vai disputar com o Madureira, em dois jogos, o título do primeiro turno do Estadual do Rio de Janeiro. O primeiro será no domingo e o outro, em 7 de março. Nos pênaltis, o Flamengo venceu por 3 a 1 e Bruno defendeu dois deles com os pés, em chutes de Dudar e Diego.Romário ficou no banco de reservas até os 39 minutos do segundo tempo. Entrou apenas com o propósito de ser um trunfo do técnico Renato Gaúcho na decisão por pênaltis. Elaborada a lista dos batedores do Vasco, o treinador definiu que Romário seria o último a cobrar. Como três jogadores do seu time desperdiçaram as finalizações - Dudar, Diego e o meia Amaral, que chutou a bola para fora, ao contrário de Leandro Amaral, o único que marcou -, Romário foi uma figura inútil em campo. Pelo Flamengo, Renato perdeu o primeiro pênalti. Leonardo Moura, Renato Augusto e Souza converteram as cobranças.O jogo nem parecia que terminaria empatado. O Flamengo abriu o placar logo a 1 minuto e meio, com Obina aproveitando falha da defesa do Vasco. Ele completou o lance com o pé esquerdo e torceu o joelho na hora da conclusão. Teve de ser substituído por Roni. O gol desorganizou o time do Vasco e o Flamengo esteve por marcar ainda em mais duas oportunidades, com Roni e Souza.A partir da metade da etapa inicial, o Vasco equilibrou o jogo e conseguiu o empate em cabeçada de Marcelinho, após cruzamento de Leandro Amaral.No segundo tempo, a partida caiu de rendimento, em parte por causa do forte calor no Maracanã, as equipes se arriscaram pouco e os goleiros praticamente não trabalharam. O público decepcionou. A expectativa era de que 60 mil pessoas comparecessem ao estádio. Mas somente 23 mil pagaram ingresso. À beira do campo, homens da Força Nacional de Segurança acompanharam o clássico.?A gente preparou um trabalho editado em DVD com vários pênaltis batidos pelo Vasco. E isso foi determinante no resultado final?, disse o técnico do Flamengo, Ney Franco. Ele quer evitar o discurso de que o time é o favorito na decisão da Taça Guanabara. ?Temos que entrar com humildade contra o Madureira. Como qualquer equipe, nosso adversário tem pontos positivos e negativos.?Ficha técnicaVasco 1 (1) x (3) 1 FlamengoVasco - Cássio; Eduardo, Fábio Braz, Dudar e Diego; Ives, Amaral, Marcelinho (Renato) e Morais (Mádson); Leandro Amaral e Conca (Romário). Técnico: Renato Gaúcho.Flamengo - Bruno; Leonardo Moura, Ronaldo Angelim, Moisés e Juan; Paulinho, Claiton (Leandro Salino), Renato e Renato Augusto; Souza e Obina (Roni) (Juninho Paulista). Técnico: Ney Franco.Gols - Obina, a 1, e Marcelinho, aos 30 minutos do primeiro tempo. Nos pênaltis, Leandro Amaral fez e Dudar, Diego e Amaral erraram para o Vasco; Leonardo Moura, Renato Augusto e Souza fizeram e Renato errou para o Flamengo. Cartões amarelos - Morais, Dudar Amaral e Mádson (Vasco); Roni (Flamengo). Árbitro - William de Souza Nery. Renda - R$ 570.670,00. Público - 23.791 pagantes. Local - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.