Flamengo busca a reabilitação contra o Coritiba

A palavra de ordem no Flamengo é recuperação. Depois de permitir uma virada relâmpago para o Sport (4 a 2) quando vencia por 2 a 0, o clube rubro-negro enfrenta o Coritiba, neste domingo, às 16 horas, no estádio Couto Pereira, em Curitiba, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, convicto de que um novo tropeço pode aumentar a pressão pela saída do técnico Cuca da equipe.

LEONARDO MAIA, Agencia Estado

14 de junho de 2009 | 09h04

Apesar de possuir um histórico de frustrações na capital paranaense, o Flamengo leva alguma vantagem, teórica, no confronto por enfrentar um adversário que computa apenas um ponto conquistado de 15 possíveis e que ocupa a zona de rebaixamento.

Na tentativa de vencer e galgar posições na tabela, o treinador rubro-negro terá de lidar com alguns desfalques. O lateral direito Leonardo Moura está fora de combate com dores nas costas e será substituído por Everton Silva.

O volante Willians cumpre suspensão automática e a opção é escalar o versátil Everton, até como forma de também suprir a saída de Kleberson, que defende a seleção brasileira na Copa das Confederações. Everton deverá revezar com o lateral Juan a função de ala e de meia-armador, dando mais dinamismo à equipe.

No ataque, Cuca também promove mudanças por motivo de contusão - Emerson dá a vaga para Josiel, apesar das semelhanças de estilo - não de técnica - entre ele e Adriano; e, na zaga, Welinton completa o trio de zagueiros com Aírton e Ronaldo Angelim.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.