Flamengo busca vitória e alívio diante do Cruzeiro

O Flamengo pode ter um domingo de alívio ou de tensão total. Se vencer o Cruzeiro neste domingo, às 17 horas, em Volta Redonda, garante-se na divisão de elite do Campeonato Brasileiro. Um empate pode não ser tão ruim, mas uma derrota deixará a equipe rubro-negra em situação delicadíssima, a uma rodada do fim da competição.

AE, Agência Estado

28 de novembro de 2010 | 08h26

"Não podemos achar que já estamos livres da ameaça de rebaixamento. Apenas demos um passo importante contra um adversário direto, que era o Guarani (o Flamengo venceu por 2 a 1, no último fim de semana). É preciso saber que o jogo contra o Cruzeiro vai resolver nossa vida", disse o meia Renato, um dos mais experientes do elenco.

Nesses momentos decisivos, como de praxe, dirigentes, jogadores e comissão técnica convocaram a torcida para fazer pressão sobre o adversário e "empurrar" o Flamengo para a vitória. Surtiu efeito. Mais de dez mil ingressos já foram vendidos.

"Onde o Flamengo está, sempre há torcedores, um apoio incrível. Será assim em Volta Redonda", afirmou Renato, convicto de que, embora o Cruzeiro tenha um time forte, a equipe carioca tem condições de derrotá-lo. Para tanto, ele sabe, é preciso jogar mais do que nas últimas partidas.

O técnico Vanderlei Luxemburgo está otimista. "O Avaí foi lá e ganhou do campeão da Libertadores (Inter), em Porto Alegre. O Goiás ganhou do Palmeiras (em São Paulo) e se classificou (para a final da Copa Sul-Americana). Por isso que o futebol é tão gostoso. Porque essas coisas podem acontecer. E estamos falando do Flamengo. Flamengo é o Flamengo, um clube acostumado a decidir, jogadores acostumados a decidir", destacou o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.