Flamengo começa a desmontar o time

O Flamengo retornou ao Rio hoje ainda sentindo os reflexos do medo passado na Argentina e em meio à indefinição quanto ao futuro da equipe. Por causa do "estado de emergência" decretado no país vizinho, a decisão da Copa Mercosul foi adiada (a tendência é a de que ela ocorra em janeiro) e, com isso, o time que entrará em campo para enfrentar o San Lorenzo pode ter uma escalação totalmente diferente daquela que classificou o clube à final da competição. Ao desembarcarem em São Paulo, às 2h, vindos de Buenos Aires, alguns jogadores, como o goleiro Júlio César, o meia Beto, e o presidente do Flamengo, Edmundo dos Santos Silva, optaram por voltar imediatamente ao Rio, de ônibus, enfrentando seis horas de estrada. Outros preferiram dormir na capital paulista e, de avião, retornaram pela manhã. A insatisfação dos jogadores, por causa dos constantes atrasos no pagamento dos salários, e os vários contratos que estão se encerrando no final desta temporada, podem fazer com que o Flamengo recorra a nomes que não participaram da vitoriosa campanha da Mercosul, mas estão inscritos, para escalar a equipe. Emprestados, o volante Leandro Ávila (Botafogo) e Tuta (Palmeiras) podem retornar ao time e substituir possíveis perdas. O primeiro a deixar o Flamengo foi o atacante Reinaldo, que hoje acertou o empréstimo de seu passe ao São Paulo, por seis meses. O jogador, revelado nas divisões de base do clube, disse estar feliz por ter ido para o time paulista e fez planos para a conquista de muitos títulos. "Além de um grande clube, o São Paulo tem uma grande torcida. Quero conquistar muitos campeonatos e espero fazer o mesmo que fiz no Flamengo", festejou. O próximo a deixar o Rubro-Negro deve ser o meia Beto, que tem propostas de outras equipes e disse não desejar permanecer no clube. Segundo o jogador, sua saída do Flamengo está acertada, mas o nome da nova equipe ainda não pode ser revelado. "Quem não estiver satisfeito, a porta da rua é serventia", esbravejou o presidente do Flamengo, deixando claro a revolta com alguns atletas. Outros descontentes no Flamengo são o meia Petkovic, o atacante Edílson e o volante Vampeta. Durante a temporada, o iugoslavo e Edílson se desentenderam e chegaram a não trocar passes durante as partidas, prejudicando a equipe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.