Flamengo confirma 33 mil ingressos vendidos e clássico terá casa cheia

Na luta direta por uma vaga no G4 do Campeonato Brasileiro, o Flamengo anunciou nesta sexta-feira à tarde que 33 mil ingressos já foram vendidos para o clássico deste domingo, contra o Vasco, às 16 horas, no Maracanã, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Estadão Conteúdo

25 de setembro de 2015 | 18h37

Desta forma, tudo indica que o confronto, cujo mandante é a equipe rubro-negra, terá casa cheia, com maioria de torcida flamenguista. Os torcedores do Vasco poderão ocupar o Setor Sul e também as áreas mistas como o Setor Leste e o Maracanã Mais.

O treino final para o clássico deste domingo, por sinal, será aberto para a presença de flamenguistas na sede da Gávea. O treinamento desta sexta-feira, assim como já ocorreu na quinta, foi fechado para a imprensa, no campo 2 do Ninho do Urubu. O técnico Oswaldo de Oliveira só liberou a entrada de jornalistas no final da atividade, quando o time treinou finalizações.

Após o treinamento, o volante Márcio Araújo concedeu entrevista coletiva à imprensa e falou sobre a motivação que será encarar o Vasco, que está na luta contra o rebaixamento. "Nosso maior estimulo é chegar no G4. Não quero saber se o Vasco vai cair ou não cair. Sabemos que todos os times no Campeonato Brasileiro são complicados, muitas vezes times que estavam por cair não caíram", disse o jogador.

O jogador ainda falou da importância de o Flamengo ter tido uma semana livre de treinos para o jogo, enquanto o vascaínos encararam o São Paulo pela Copa do Brasil, quarta-feira, no Morumbi. "Foi boa para chegar em condições de fazer um bom jogo. Oswaldo tentou aproveitar ao máximo. Ninguém gosta de perder, então entraremos muito motivados, ainda mais por um clássico contra nosso maior rival", ressaltou.

ÔNIBUS ENTALA - Um fato curioso ocorreu na tarde desta sexta-feira com o ônibus do Flamengo. O veículo, que transportava apenas seguranças e membros da comissão técnica, entalou em um limitador de altura quando ia da Barra da Tijuca em direção ao bairro de São Conrado. Por causa do problema, o ônibus demorou alguns minutos para passar pelo local, raspando o teto no elevado.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFlamengoVascoBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.