Marcelo Cortes/ CR Flamengo
Marcelo Cortes/ CR Flamengo

Flamengo confirma lesão de David Luiz, que será desfalque no Brasileirão

Zagueiro deixou lesionado a semifinal da Libertadores Equipe; rubro-negra recebe o Athletico-PR, no Maracanã, no domingo

Redação, Estadão Conteúdo

01 de outubro de 2021 | 21h11

O técnico Renato Gaúcho sofreu uma baixa importante no Flamengo para o jogo contra o Athletico-PR, no domingo, pela 23ª rodada do Brasileirão. Exames apontaram lesão no músculo adutor da coxa esquerda do zagueiro David Luiz, um dos principais reforços da equipe carioca para a temporada.

O defensor se machucou durante o segundo jogo da semifinal da Copa Libertadores, contra o Barcelona de Guayaquil, na quarta-feira. De acordo com o Flamengo, o experiente jogador já iniciou tratamento. No entanto, o clube evitou apontar a intensidade da contusão e uma data para o retorno do atleta ao time.

O ex-zagueiro da seleção brasileira foi contratado pelo clube carioca no dia 10 de setembro. E fez apenas duas partidas pelo time - a primeira foi justamente a ida contra o Barcelona, pela Libertadores. Em ambos os jogos foi substituído no segundo tempo. Neste domingo, ele iria fazer sua estreia no Brasileirão.

David Luiz não será a única baixa do Flamengo para a rodada deste fim de semana. Renato Gaúcho também não poderá contar o volante Thiago Maia e o lateral-direito Matheuzinho, um dos favoritos da torcida. Maia sofreu uma lesão muscular e não chegou a viajar para Guayaquil, no Equador. Já o lateral vai cumprir suspensão.

O treinador deve escalar o Flamengo com Diego Alves; Isla, Gustavo Henrique (Léo Pereira), Rodrigo Caio e Filipe Luís; Willian Arão, Andreas, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabriel.

De olho nas primeiras posições da tabela, o time carioca terá no domingo um teste para o futuro confronto com o time paranaense nas semifinais da Copa do Brasil, marcadas para o fim do mês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.