Flamengo consegue liberação da PM e torcedores acompanham treino final para semi

O combinado com a Polícia Militar de Manaus era que não haveria presença de torcedores na Arena Amazônia nem no treino do Vasco, pela manhã, nem no do Flamengo, à tarde. O time cruzmaltino realizou o trabalho sem ninguém na arquibancada. A equipe rubro-negra, no entanto, conseguiu mudar o pré-estabelecido.

Estadão Conteúdo

23 de abril de 2016 | 20h07

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, e outros dirigentes fizeram ligações, conversaram com responsáveis e conseguiram liberar os torcedores. A justificativa foi a de que, no desembarque em Manaus, os jogadores não puderam chegar perto do torcedores por questões de segurança e o de que a entrada no estádio serviria para aproximar os atletas do público.

Com isso, os jogadores tiveram uma prévia de como será a festa no domingo, na semifinal do Campeonato Carioca. O lateral-esquerdo Jorge, de apenas 20 anos, completará o jogo de número 50 com a camisa do Flamengo. O técnico Muricy Ramalho não confirmou a escalação da equipe, mas a tendência é a de que mande o time a campo com: Paulo Victor; Rodinei, Wallace, César Martins e Jorge; Cuéllar, Willian Arão, Mancuello e Alan Patrick; Marcelo Cirino e Paolo Guerrero.

O Flamengo vem de oito jogos sem vitória contra o Vasco. O último triunfo rubro-negro aconteceu em março de 2015, quando venceu por 2 a 1, ainda pela primeira fase do Estadual. Desde então perdeu cinco vezes e empatou três. Se quiser avançar à decisão do Carioca, o time rubro-negro terá de encerrar esse jejum, pois o Vasco, por ter melhor campanha, joga pelo empate.

Tudo o que sabemos sobre:
FlamengoFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.