Flamengo dá show e goleia Coritiba por 5 a 0 no Maracanã

Obina brilha e comanda a festa com a torcida rubro-negra; goleiro Bruno marca o seu de pênalti no finalzinho

Sílvio Barsetti, O Estado de S. Paulo

23 de outubro de 2008 | 22h48

A torcida do Flamengo costuma exaltar Obina como se ele fosse melhor que Samuel Eto'o, do Barcelona. E os rubro-negros saíram nesta quarta-feira do Maracanã ainda mais convencidos de que têm razão. Graças a Obina, o time carioca goleou o Coritiba por 5 a 0, passou a ocupar o quarto lugar no Campeonato Brasileiro e se manteve na briga pelo título. O atacante teve participação efetiva em quatro gols e foi o autor de um deles. Veja também: Classificação Calendário / Resultados Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão Vote: quem vai ficar com o título do Brasileirão?   Bate-Pronto: Líderes fazem a lição de casa Obina começou o show à parte aos 20 minutos, quando apostou numa bola quase perdida e sofreu pênalti, cobrado por Leonardo Moura. O lateral abriu o placar ao aproveitar o rebote do goleiro Vanderlei. Pouco depois, num contra-ataque, Kleberson deixou Obi  Flamengo5Bruno; Jailton, Ronaldo Angelim e Airton; Leonardo Moura, Toró, Ibson, Kleberson (Fierro) e Luizinho (Fernando); Marcelinho Paraíba (Maxi) e ObinaTécnico: Caio Júnior Coritiba0Vanderlei; Marcos Tamandaré (Marlos), Mauricio, Felipe e Ricardinho; Rodrigo Mancha    , Leandro Donizete (Thiago Silvy), Alê e Carlinhos Paraíba (Jailson); João Henrique     e KeirrisonTécnico: Dorival JúniorGols: Leonardo Moura, aos 21, e Obina, aos 35 minutos do primeiro tempo. Ibson, aos 32, Maxi, aos 34, e Bruno, aos 47 minutos do segundo tempoÁrbitro: Carlos Eugenio Simon (RS)Renda: R$ 511.963,00Público: 28.648 pagantesEstádio: Maracanã, no Riona de frente para o gol e o xodó da torcida do Flamengo não decepcionou: chutou forte, sem defesa. No segundo tempo, Ibson ampliou, depois de boa tabela com Maxi. Num outro contra-ataque, Obina driblou dois adversários e cruzou na medida para Maxi fazer 4 a 0. O público, em êxtase, entoava o cântico de louvor a Obina, o de que ele é melhor que Eto'o. O atacante agradecia e não se cansava de correr e disputar todas as jogadas. Foi assim que surgiu, já nos acréscimos, outro pênalti. Obina tabelou com Ibson dentro da área e o meia foi derrubado. Os rubro-negros pediram em coro que o goleiro Bruno cobrasse o pênalti. Foram atendidos e, com estilo e um toque sutil, o goleiro do Flamengo enganou seu colega do Coritiba. Para os visitantes, a vinda ao Maracanã não poderia ter sido mais desastrosa - sofreram o pior resultado na competição. Já os flamenguistas voltaram para casa ainda com a esperança de ver o time campeão. E felizes por que têm Obina.

Tudo o que sabemos sobre:
Brasileirão Série AFlamengoCoritiba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.