Marcia Feitosa/Divulgação
Marcia Feitosa/Divulgação

Flamengo demite Andrade e vice de Futebol

Mudança no departamento de Futebol inclui saída de diretor; substitutos não foram definidos

estadão.com.br

23 de abril de 2010 | 14h55

A esperada demissão do técnico Andrade e do vice de Futebol Marcos Braz foi oficializada na tarde desta sexta-feira no Flamengo. Os dois foram comunicados da dispensa do time rubro-negro pela presidente Patrícia Amorim. Quem também deixa o clube é o diretor Eduardo Manhães. Os substitutos serão definidos em breve.

 

Veja também:

BLOG BATE-PRONTO forum - Como implodir o Flamengo

linkJogadores provocam presidente do Fla com batucada

linkPatrícia Amorim pede comprometimento após demissões

Para o cargo de técnico, o favorito é Joel Santana, campeão estadual pelo Botafogo, mas a negociação segue difícil porque o time alvinegro quer mantê-lo. Outro nome cogitado é o de Abel Braga, que trabalha no futebol árabe e está sob ameaça de demissão. O problema é que ele só poderia se apresentar em maio - ou seja, depois da disputa dos jogos da Copa Libertadores contra o Corinthians.

O único dirigente mantido é Isaías Tinoco, gerente de Futebol. O vice presidente geral, Hélio Ferraz, acumulará o cargo até que seja definido o novo dirigente. A intenção da presidência é contratar um profissional para o cargo, e o nome dos sonhos é Leonardo, atual técnico do Milan - outra situação complicada de acontecer, por enquanto.

A reestruturação no comando do futebol do time rubro-negro tem como intenção acabar com o estado de anarquia que estava presente, especialmente com as confusões fora de campo. Só neste ano foram registrados problemas com Petkovic, Adriano e Vágner Love, entre outros. Atual campeão brasileiro, o Flamengo falhou no Estadual e se classificou com dificuldades para as oitavas de final da Copa Libertadores.

Já Andrade ficou quase um ano no comando do Flamengo, em sua sétima oportunidade no comando do time (contando o período em que assumiu interinamente o cargo). Nesta última, comandou o time em 51 partidas, com 32 vitórias, 10 empates e nove derrotas.

Atualizado às 15h17 para acréscimo de informações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.