Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Flamengo derrota o Bangu e já se garante na semifinal do Carioca

Rubro-Negro assegura vaga em fase decisiva após vitória por 3 a 0

Itamar Cardin, especial para a AE, Estadão Conteúdo

23 de março de 2017 | 00h06

Sem grandes dificuldades, o Flamengo teve tranquilidade nesta quarta-feira para superar as inúmeras chances desperdiçadas no primeiro tempo, melhorar a pontaria na etapa final e superar o Bangu por 3 a 0, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela terceira rodada da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca.

O resultado deixou o Flamengo na liderança do Grupo B, com nove pontos, dois a mais do que o Nova Iguaçu, e garantiu o avanço às semifinais do Estadual, por causa da campanha na classificação geral. Já o Bangu segue com apenas um ponto somado no segundo turno. No domingo, no Mané Garrincha, em Brasília, o Flamengo encara o Vasco, mesmo dia em que o Bangu recebe o Botafogo.

Após vencer as duas primeiras partidas da Taça Rio, mesmo atuando com um time reserva, o Flamengo voltou a escalar seus titulares nesta quarta-feira. Ainda assim, precisava superar alguns desfalques, como o meia Diego, o atacante Guerrero e o lateral-esquerdo Miguel Trauco, convocados para suas respectivas seleções nas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2018.

As ausências, assim, renderam uma chance a Renê, Lucas Paquetá e Felipe Vizeu, além de Márcio Araújo, que atuou no lugar de Rômulo. E, mesmo com os desfalques, o Flamengo foi melhor desde o início, encurralou o Bangu e teve boa atuação. Só pecava nas finalizações.

As chances se sucediam. Lucas Paquetá e Mancuello se movimentavam bem e não paravam de municiar Everton e Felipe Vizeu. Pela direita, logo aos três, o meia argentino cruzou e por pouco Vizeu não completou. Aos dez, por sua vez, de fora da área, Márcio Araújo chutou no canto e Márcio fez grande defesa.

Era um bombardeio - pela direita, pelo centro, pela esquerda. No lance posterior, após cruzamento de Everton, Vizeu cabeceou com perigo. A chance foi ainda mais clara no minuto seguinte: Mancuello recebeu dentro da área, cruzou rasteiro e Daniel Damião salvou quase na linha, antes que alguém completasse.

Durante 20 minutos, embora controlasse as ações, o Flamengo desacelerou. Mas, a partir dos 33, recuperando o ânimo inicial, o sufoco à defesa adversária voltou. A principal oportunidade veio com Willian Arão, aproveitando passe de Pará e batendo no canto, rasteiro, para grande defesa de Márcio. Réver teve outra chance pouco depois, em cobrança de escanteio, mas cabeceou por cima.

Assim, com inúmeras chances perdidas e com o principal atacante do Bangu, Loco Abreu, pouco pegando na bola, o primeiro tempo terminou com o placar inalterado. Mas, logo aos dois minutos da etapa final, o atacante uruguaio enfim apareceu. Após cruzamento, ele ajeitou de cabeça para o meio da área e deixou Bruno Luiz livre. O atacante, contudo, que acabara de entrar, furou o chute e desperdiçou chance inacreditável.

Com as entradas de Berrío e Leandro Damião, respectivamente nos lugares de Mancuello e Lucas Paquetá, a partida voltou ao ritmo normal. Assim, a pressão seguiu como no primeiro tempo, com chances desperdiçadas por Rafael Vaz e pelos dois atacantes que tinham acabado de entrar, até que, aos 28, Renê recebeu passe na intermediária. De longe, o lateral arriscou e a bola entrou no ângulo. Um belo gol para, enfim, abrir o placar ao Flamengo.

A partir daí, sem qualidade ofensiva, o Bangu permaneceu retraído. E o Flamengo, fazendo mais justiça ao placar, ainda ampliou com Leandro Damião, de cabeça, aproveitando cruzamento de Pará, e Matheus Sávio, concluindo rasteiro passe de Everton.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 3 x 0 BANGU

FLAMENGO - Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Renê; Márcio Araújo, Willian Arão e Lucas Paquetá (Leandro Damião); Mancuello (Berrío), Everton e Felipe Vizeu (Matheus Sávio). Técnico: Zé Ricardo.

BANGU - Márcio; Daniel Damião, João Guilherme, Anderson Penna e Guilherme; Rafael Henriques, Eroza (Matheus Pimenta), Raphael Augusto (Leandro Chaves), Washinton (Bruno Luiz) e Bruno Bêra; Loco Abreu. Técnico: Roberto Fernandes.

GOLS - Renê, aos 28, Leandro Damião, aos 38, e Matheus Sávio, aos 43 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Elton Azevedo.

CARTÃO AMARELO - Eroza (Bangu).

RENDA - R$ 27.440.

PÚBLICO - 1.830 presentes (1.237 pagantes).

LOCAL - Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.