Flamengo derrota Tupi por 4 a 0

Após um jejum de gols de mais de um mês, a dupla de ataque do Flamengo, Jean e Diogo, voltou a marcar nesta quinta-feira à noite e ajudou o Rubro-Negro a conquistar a vaga para a próxima fase da Copa do Brasil. O time carioca derrotou o Tupi-MG, por 4 a 0, no Estádio de Édson Passos, e agora vai enfrentar o Santa Cruz. Jean fez dois gols, enquanto Diogo assinalou outro. O meia Zinho completou a goleada. Com a presença do meia Felipe, que esteve com a seleção brasileira no empate com o Paraguai, quarta-feira, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2006, o Flamengo iniciou a partida com muita disposição. Até parecia que o time carioca precisava fazer um placar elástico e não tinha vencido o jogo de ida por 3 a 2. Logo no primeiro minuto o lateral-direito Rafael cruzou para Jean finalizar. O goleiro Paulo César espalmou e, no rebote, o mesmo Jean marcou de cabeça. O Flamengo continuou pressionando, enquanto o Tupi tentava explorar os contra-ataques. Porém, não conseguia assustar o gol de Júlio César. E a equipe carioca aproveitou a inoperância do adversário para marcar o segundo, aos 12 minutos, em cobrança de falta de Zinho. Aos 27, o Rubro-Negro voltou a ampliar. O zagueiro Júnior Baiano lançou Jean, que driblou o goleiro e tocou para o fundo das redes. Com a diferença de três gols, Felipe pediu para ser substituído. O técnico Abel Braga, então, chamou o atacante Rafael Gaúcho. Na saída de campo, Felipe explicou sua decisão. "Estou muito cansado e prejudicando a equipe. Achei melhor sair", disse o jogador, preferindo se poupar para a decisão do Campeonato Carioca contra Vasco ou Fluminense. O time vascaíno e o Tricolor se enfrentam neste domingo na final da Taça Rio. No segundo tempo, o Flamengo retornou administrando o placar. O Tupi, por sua vez, mesmo com a entrada do atacante Fortini no lugar do volante Marcelino não conseguia chutar em gol. Aos 24, o Rubro-Negro quase marcou o quarto. Diogo finalizou, a bola desviou em Felipe e foi para fora. Dois minutos depois, porém, Diogo obteve êxito. Ele recebeu passe do lateral-esquerdo Roger e chutou entre as pernas de Paulo César. No final, Leandro fez falta dura e foi expulso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.