Wilton Junior/AE
Wilton Junior/AE

Flamengo derrota Vasco com gol de Adriano

Dodô perde dois pênaltis, enquanto Adriano faz o seu e aproveita para mandar recado

Leonardo Maia, Agencia Estado

14 de março de 2010 | 21h50

Adriano fez um gol, de pênalti, e mandou o seu recado. Na comemoração do gol da vitória por 1 a 0 do Flamengo sobre o Vasco, neste domingo, no Maracanã, o atacante levantou a camisa com a frase: "Que Deus perdoe essas pessoas ruins". Foi um mais um desabafo depois de toda a controvérsia em que se viu envolvido durante a última semana.

"É bom voltar a falar de futebol. Sou uma pessoa forte e vou superar este momento", comentou Adriano, antes de a bola rolar. Dentro de campo, porém, houve outros personagens no clássico deste domingo. Um deles foi o goleiro Bruno, do Flamengo, que defendeu dois pênaltis do atacante vascaíno Dodô, outro dos protagonistas.

Adriano teve momentos diversos. Por vezes, parecia dispersivo, como em dois lances em que foi desarmado facilmente por falta de concentração. Em outro, fez lindo lançamento para Vágner Love, que desperdiçou clara chance de gol.

No geral, o primeiro tempo foi muito movimentado. Foram dois lances cruciais. Aos 32 minutos, Philippe Coutinho sofreu pênalti de Willians. Mas Dodô cobrou fraco e Bruno defendeu. Três minutos depois, Leonardo Moura foi derrubado por Márcio Careca na área vascaína. Desta vez, o árbitro não marcou nada.

No início da segunda etapa, Péricles Bassols talvez tenha tentado consertar um erro com outro equívoco. Aos 3 minutos, o árbitro marcou penalidade inexistente de Fernando Prass em Vinícius Pacheco. Adriano, então, aproveitou a chance de mandar sua mensagem. Cobrou bem, fez o gol e levantou a camisa com os dizeres, sendo advertido com o cartão amarelo.

Adriano fazia, naquele momento, seu sétimo gol em sete jogos. Não jogou bem, mas foi novamente importante e decisivo para a vitória flamenguista. E mostrou que, mesmo diante dos problemas pessoais que viveu nos últimos dias, é imprescindível ao time.

Depois disso, o zagueiro Álvaro ainda cortou a bola com a mão dentro da área. Muita discussão entre os vascaínos, mas Dodô insistiu em bater o pênalti. Cobrou forte, mas parou em Bruno novamente. Assim, com o Vasco desperdiçando chances como essa, o Flamengo venceu o clássico.

FICHA TÉCNICA:

Flamengo 1 x 0 Vasco

Flamengo - Bruno; Leonardo Moura, Álvaro, Fabrício e Juan; Toró, Willians, Kléberson (Rodrigo Alvim) e Vinícius Pacheco (Petkovic); Vágner Love (Ronaldo Angelim) e Adriano. Técnico - Andrade.

Vasco - Fernando Prass; Gustavo (Rodrigo Pimpão), Fernando e Titi; Élder Granja, Paulinho (Leo Gago), Rafael Carioca, Philippe Coutinho e Márcio Careca; Rafael Coelho (Jéferson) e Dodô. Técnico - Vágner Mancini.

Gol - Adriano, aos 6 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Péricles Bassols Pegado Cortez.

Cartão amarelo - Fernando Prass, Gustavo, Fernando, Élder Granja, Paulinho, Titi, Adriano, Willians, Vágner Love e Rodrigo Alvim.

Renda e público - não disponível.

Local - Maracanã, no Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.