Flamengo derruba São Paulo no Maracanã lotado

Mais de 59 mil pessoas viram o time carioca bater o líder do Brasileirão por 1 a 0, gol do meia Ibson

Giuliano Villa Nova, Estadão

04 de outubro de 2007 | 22h54

Não há motivo para preocupação, pois a vantagem do São Paulo na liderança do Campeonato Brasileiro ainda é de 12 pontos sobre o Cruzeiro - 63 a 51. Mas se tivesse caprichado um pouco mais, os paulistas teriam voltado do Maracanã com pelo menos o empate. O Flamengo, mais disposto na maior parte do jogo, fez por merecer a vitória por 1 a 0, nesta quinta-feira à noite, quebrando a série de 16 jogos invicto do time de Muricy Ramalho no torneio - não perdia desde o dia 18 de julho, quando caiu por 1 a 0 diante do Fluminense. Veja também: Classificação Calendário / Resultados Derrota faz São Paulo ligar o sinal de alerta Empolgados com o apoio da torcida, que estabeleceu público recorde no campeonato - mais de 59 mil pagantes - os cariocas foram melhores já no primeiro tempo e estiveram mais perto de abrir o placar. Cristian teve as chances mais claras, num chute forte de fora da área, que resvalou no travessão, e numa investida pela esquerda, que parou na defesa de Rogério Ceni. Não fosse a falta de categoria de seus atacantes, o Rubro-Negro poderia ter ido para o intervalo na frente. Desfalcados Souza, machucado, Miranda e Hernanes, suspensos - e sem criatividade no meio-campo, os visitantes passaram boa parte do jogo administrando o resultado. No toque de bola, procuraram diminuir o ímpeto do adversário. E só chegaram com algum perigo aos 11 minutos, mas o escanteio cobrado por Dagoberto foi por fora. No mais, o goleiro Bruno assistiu à partida.Flamengo1Bruno; Leonardo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Rômulo, Jailton, Cristian e Ibson (Léo Medeiros); Maxi     (Roger) e Souza    Técnico: Joel SantanaSão Paulo0Rogério Ceni; Alex Silva, Breno, André Dias e Jadilson     (Diego Tardelli); Zé Luiz (Fernando), Richarlyson, Leandro     e Jorge Wagner; Dagoberto (Aloísio) e BorgesTécnico: Muricy RamalhoGols: Ibson aos 4 minutos do segundo tempoÁrbitro: Sérgio da Silva Carvalho (DF)Renda: R$ 878.669,00Público: 59.098 pagantesEstádio: Maracanã Na etapa final, o Flamengo aproveitou um raro momento de indecisão da defesa são-paulina e fez o primeiro: Ibson foi mais rápido do que André Dias, ganhou o bate-rebate na área e tocou por cima de Rogério Ceni. Os paulistas só reagiram depois de ficarem em desvantagem. Dagoberto, apagado, foi substituído por Aloísio. Com uma referência no ataque, o São Paulo pressionou um pouco mais. E com Tardelli no lugar do improdutivo Jadilson, o time de Muricy Ramalho buscou o empate com mais decisão. Nos minutos finais, os paulistas não deram sorte: Jorge Wagner cobrou escanteio, Aloísio cabeceou e Bruno fez ótima defesa, debaixo da trave. A bola não entrou por muito pouco - para alegria dos flamenguistas, que vêem a zona do rebaixamento cada vez mais longe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.