Flamengo: Diego não quer ser salvador

O meia Diego, novo reforço do Flamengo, dispensou nesta sexta-feira o rótulo de salvador da pátria. "Vim para somar", foi logo avisando o ex-jogador do Fluminense, durante sua apresentação na Gávea. Ele prometeu empenho, garra e muita dedicação em campo para ajudar a equipe rubro-negra a fugir da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. "Serei um guerreiro", disse Diego, que assinou contrato por nove meses - até maio de 2006. O jogador evitou alimentar polêmica sobre a transferência do Fluminense para o maior rival. Disse que pertence agora ao Benfica, de Portugal, e que está feliz por vestir a camisa do Flamengo, clube pelo qual torcia na infância. "Espero dar muitas alegrias à torcida". Venda - A diretoria do Flamengo negociou nesta sexta o zagueiro Henrique para o Bordeaux, da França, por 850 mil euros (cerca de R$ 2,5 milhões). O time francês comprou 50% dos direitos federativos do defensor, enquanto 40% permaneceram com a equipe rubro-negra e os 10% restantes com o próprio jogador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.