Marcos D'Paula/AE
Marcos D'Paula/AE

Flamengo e Inter empatam sem gols no Maracanã

Time rubro-negro perde chances na partida e agora precisará de um empate com gols em Porto Alegre

AE, Agencia Estado

14 de maio de 2009 | 00h08

O Flamengo voltou a falhar nas conclusões e não saiu de um empate por 0 a 0 com o Internacional na noite desta quarta-feira, no Maracanã, na partida de ida pelas quartas de final da Copa do Brasil. Com isso, a equipe carioca precisa vencer ou empatar com gols no Beira-Rio, na próxima quarta, para avançar às semifinais. A missão ficou muito mais complicada.

 

Veja também:

lista Copa do Brasil - Calendário

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

No último domingo, na derrota para o Cruzeiro, por 2 a 0, no Mineirão, o Flamengo começou o jogo melhor e perdeu chances claras de gol. Nesta quarta, a má pontaria voltou a assombrar a equipe carioca. O time acertou duas bolas na trave, ambas de cabeça, no primeiro tempo - uma com o atacante Éverton e outra com o lateral-esquerdo Juan.

Além disso, o goleiro Lauro salvou o Inter. Defendeu de forma espetacular um chute à queima roupa do zagueiro Ronaldo Angelim. A torcida foi à loucura com as oportunidades desperdiçadas. O Inter desceu para o vestiário, no intervalo, com a certeza de que o placar de 0 a 0 estava de bom tamanho.

O clube gaúcho teve atuação burocrática até ali. Muito aquém do que se espera dele. D''Alessandro e Taison, por exemplo, ficaram devendo bom futebol. Quem mais incomodou a zaga do Flamengo foi o atacante Nilmar, autor de um golaço contra o Corinthians, no último fim de semana.

O panorama não mudou no segundo tempo. O Inter, que abusou de cometer faltas, jogou nitidamente pelo empate. O objetivo principal era não levar gols. Já o Flamengo teve o domínio da partida, porém não converteu isso em gols. Poderia ter sido mais criativo e efetivo nas conclusões. O volante Kléberson, por exemplo, perdeu um gol frente a frente com o goleiro Lauro.

Mais uma vez, o ataque do time carioca não funcionou e a equipe quase levou o castigo. O Inter, por pouco, não fez um gol nos minutos finais. Andrezinho acertou um chute na trave e, no rebote, Rosinei quase marcou. Bruno salvou com uma bela defesa.

FLAMENGO 0 X 0 INTERNACIONAL

Flamengo - Bruno; Aírton, Toró (Josiel) e Ronaldo Angelim; Leonardo Moura, Willians, Kleberson, Ibson e Juan; Everton (Erick Flores) e Emerson (Obina). Técnico: Cuca.

Internacional - Lauro, Bolívar, Índio, Álvaro e Kleber; Sandro, Magrão (Rosinei), Guiñazu e D''Alessandro (Andrezinho); Taison (Alexsandro) e Nilmar. Técnico: Tite.

Árbitro - Salvio Spinola Fagundes Filho (SP).

Cartões amarelos - Leonardo Moura e Ronaldo Angelim (Flamengo); Índio, Bolivar e Magrão (Internacional).

Renda - R$ 990.122,00.

Público - 50.294 pagantes.

Local - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.