Flamengo e Internacional ficam no 1 a 1

O empate por 1 a 1, nesta quinta-feira, no Rio, não foi o resultado que Flamengo e Internacional precisavam. A situação da equipe rubro-negra ainda é tensa: permanece na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, agora com 26 pontos, mas ainda em 19.º lugar. Já o time colorado perdeu a oportunidade de alcançar a liderança, mas subiu uma posição na tabela de classificação ? é o terceiro lugar, com 41, mesma pontuação do Goiás, porém vence no saldo de gols (8 contra 6). O Flamengo não teve boa atuação. Criou poucas jogadas, mas mostrou, ao menos, vontade e aplicação tática. A equipe correu bastante, até mesmo para compensar sua limitação técnica. Fez seu gol numa falha grotesca do goleiro Clemer, que soltou a bola após cobrança de falta e o atacante Obina marcou, de cabeça: 1 a 0, aos 16 minutos do primeiro tempo. ?Na hora certa, Deus me abençoou?, declarou Obina, feliz por voltar a marcar depois de treze rodadas. Do outro lado, Clemer tentou se justificar. Em vão. ?A bola estava molhada e o Obina chegou chutando minha mão?, contou o goleiro colorado. O esforço do Flamengo, porém, não foi necessário para conter o ímpeto do Internacional, que tem melhor qualidade técnica. O zagueiro Wilson desviou cruzamento e empatou a partida: 1 a 1, aos 13 minutos da segunda etapa. A equipe do técnico Muricy Ramalho poderia ter conquistado a vitória se não tivesse pecado tanto na hora de finalizar. Desperdiçou, pelo menos, três oportunidades de maneira incrível. Em uma delas, o atacante Fernandão cabeceou livre de marcação, mas o goleiro Diego salvou com a perna. Uma defesa espetacular.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.