Paulo Fernandes/Vasco
Paulo Fernandes/Vasco

Flamengo e Vasco empatam sem gols em clássico morno no Maracanã

Empate acaba com a campanha 100% do rubro-negro no torneio mas continua líder do Grupo B; cruzmaltino ocupa a 5ª colocação da mesma chave

Leandro Silveira, Estadão Conteúdo

27 Janeiro 2018 | 19h14

Com um time misto e maior domínio do jogo, o Flamengo fez um clássico morno com o Vasco neste sábado, no Maracanã, e não saiu do 0 a 0, no duelo válido pela quarta rodada da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca. Ainda assim, complicou a situação do rival na competição.

+ TEMPO REAL - Confira os lances da partida

+ Confira a tabela de classificação do Campeonato Carioca

O empate no clássico acabou com a campanha 100% do Flamengo no torneio. Porém, o time segue folgado na liderança do Grupo B com dez pontos. Já o Vasco está sob grande risco de não avançar às semifinais, pois soma apenas quatro pontos, na quinta posição na mesma chave.

Na rodada final da Taça Guanabara, em 4 de fevereiro, o Vasco vai receber o Volta Redonda em São Januário, enquanto o Flamengo duelará com o Nova Iguaçu, no Mané Garrincha, em Brasília. Antes, na quarta-feira, o time cruzmaltino vai ao Chile, enfrentar o Universidad de Concepción, pela fase preliminar da Copa Libertadores.

O JOGO

Ao contrário do que fez nas rodadas anteriores do Campeonato Carioca, o técnico Paulo César Carpegiani escalou um time mais "encorpado", com cinco jogadores que terminaram 2017 como titulares - Cesar, Pará, Cuéllar, Paquetá e Felipe Vizeu. Isso foi suficiente para o time correr poucos riscos diante de um Vasco que perdeu vários dos seus principais jogadores nas últimas semanas, mas não para garantir a vitória, especialmente porque o time perdeu muitas chances no final do duelo.

O início do clássico no Maracanã foi movimentado. O Flamengo era quem mais tomava a iniciativa de jogo, mas acabou sendo o Vasco quem chegou primeiro com perigo, logo aos seis minutos, com Evander. O jogador que assumiu a vaga de Nenê, de saída para o São Paulo, arriscou de longe e parou na defesa de César. O Flamengo respondeu no lance seguinte, com Felipe Vizeu, que facilitou o trabalho do goleiro Martín Silva ao chutar fraco após receber passe de Éverton Ribeiro na cara do gol.

Esses lances indicavam que Flamengo e Vasco poderiam fazer um clássico eletrizante, mas não foi isso que acabou acontecendo. Mesmo com a escalação de apenas cinco titulares, o time da Gávea tinha mais iniciativa, mas também sofria com a falta de ritmo de jogo de vários atletas, que disputavam a sua primeira partida em 2018.

Além disso, o Vasco também exibia boa organização defensiva. O Flamengo, então ameaçava, em jogadas de bola parada. Foi assim aos 24 minutos, quando Éverton Ribeiro cobrou falta e Rhodolfo, livre, cabeceou para fora, desperdiçando ótima chance. E o time ainda teve um gol bem anulado, por impedimento de Felipe Vizeu.

O início do segundo tempo no Maracanã repetiu o cenário do primeiro, com o Flamengo atuando no campo de ataque. Logo no primeiro minuto, o time teve a chance de marcar após Vinicius Junior avançar pela esquerda e cruzar para o meio da área. Martín Silva jogou a bola para escanteio e o lance empolgou a torcida do time da Gávea, em maioria no estádio.

Novamente, porém, o Vasco conseguiu se organizar, conter o abafa do Flamengo e até criar a sua principal oportunidade até então no jogo, aos sete minutos, quando Henrique cruzou para Andrés Ríos, que mandou para fora.

Aos poucos, porém, o jogo foi desacelerando, o que levou os técnicos a promoverem alterações, em busca da vitória, entre elas as entradas de Marlos Moreno, recém-contratado pelo Flamengo, e de Riascos, iniciando a sua segunda passagem pelo Vasco.

Os times continuaram criando pouco, até que o Flamengo esboçou uma pressão no final do clássico, mas perdendo chances de assegurar a vitória. Aos 38 minutos, Lincoln cruzou para Paqueta, que cabeceou para fora. Logo depois, aos 42, Marlos Moreno lançou Vinicius Júnior na grande área, mas ele bateu mal, ao tentar encobrir Martín Silva. E, para finalizar, um gol de cabeça de Léo Duarte acabou sendo anulado por falta após a cobrança de um escanteio.

O jogo, assim, terminou empatado em 0 a 0 e sob vaias, repetindo o placar do outro clássico disputado no Rio em 2018, entre Fluminense e Botafogo, na semana passada, também no Maracanã.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 0 x 0 VASCO

FLAMENGO - César; Pará, Rhodolfo, Léo Duarte e Renê; Cuéllar, Romulo (Marlos Moreno) e Everton Ribeiro (Jean Lucas); Lucas Paquetá, Felipe Vizeu (Lincoln) e Vinícius Júnior. Técnico: Paulo Cesar Carpegiani.

VASCO - Martin Silva; Pikachu, Erazo, Ricardo e Henrique; Wellington, Desábato, Evander (Rildo) e Wagner; Paulinho (Caio Monteiro) e Andrés Ríos (Riascos). Técnico: Zé Ricardo.

ÁRBITRO - Bruno Arleu de Araújo.

CARTÕES AMARELOS - Renê, Rhodolfo, Jean Lucas e Vinícius Júnior (Flamengo); Yago Pikachu, Desábato e Riascos (Vasco).

RENDA - R$ 529.937,00

PÚBLICO - 18.587 pagantes (20.862 presentes).

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.