Nelson Perez/Fluminense
Nelson Perez/Fluminense

Flamengo em ascensão pega o Fluminense em queda livre no Rio

Time rubro-negro espera confirmar crescimento no clássico

O Estado de S. Paulo

06 de setembro de 2015 | 07h00

Fluminense e Flamengo voltam a ser encontrar neste domingo, no Maracanã, em situação oposta à do clássico do primeiro turno do Brasileirão, vencido pelo Tricolor por 3 a 2. Atualmente, é o time das Laranjeiras que está em baixa. Perdeu os três últimos jogos e empacou nos 33 pontos. Já o Rubro-Negro vem em ascensão. Ganhou as três últimas partidas pela competição, chegou a 32 pontos e pode ultrapassar o rival esta tarde.

O clássico das 16 horas no Maracanã vai marcar o reencontro de Ronaldinho Gaúcho com o Flamengo, na semana em que brigaram sem acordo na Justiça. O meia, que jogou pelo time da Gávea em 2012, cobra do clube R$ 40 milhões, por salários e direitos de imagem atrasados e danos morais, entre outros argumentos. O Fla admite pagar R$ 15 milhões. O caso continua sem definição.

Se confirmou a presença de Ronaldinho Gaúcho – a não ser que ocorra um contratempo de última hora –, o técnico Enderson Moreira não garante Fred. O artilheiro ainda se recupera de contusão na coxa e pode ficar de fora. “Vamos esperar até o último instante. Temos de avaliar se vale a pena mesmo (escalar Fred)", disse Enderson.

O Flamengo também não terá seu goleador, Paolo Guerrero, que está com a seleção peruana e além disso tem uma contusão no tornozelo direito. Mas o técnico Oswaldo de Oliveira considera que Caíque é bom substituto. Neste domingo ele tenta a quarta vitória seguida no comando do time, mas quer mais. “Com as vitórias, vem o equilíbrio da equipe e é isso que estamos buscando."

Em Porto Alegre, o Grêmio recebe o ameaçado Goiás às 16h na Arena, num jogo considerado fundamental para que a equipe se mantenha na perseguição ao líder Corinthians. O técnico Roger Machado entende ser possível ultrapassar os paulistas, desde que o time não vacile.

“A distância que há para o líder é considerável, mas é possível de ser retirada. O segundo turno começou agora, vai haver alternância nas posições e aqueles times que estão em momento de recuperação vão tirar muitos pontos de quem está mais em cima", disse, apostando que o Corinthians vai tropeçar.

No Mineirão, num dos jogos matutinos deste domingo, o técnico Mano Menezes estreia no comando do Cruzeiro. Às 11h, o time mineiro pega o Figueirense, adversário direto na briga contra o rebaixamento (os catarinenses têm 26 pontos, um a mais que os anfitriões).

Mano disse que o “Cruzeiro tem uma emergência para resolver", mas prevê que o time sairá rapidamente da situação incômoda em que se encontra: “Ele não pode ficar na colocação que está no Brasileiro. Tem capacidade para ficar num lugar melhor", considera.

O treinador não revelou a equipe que joga, mas é possível que o atacante Willian seja titular contra o Figueirense.

Também às 11h, a Chapecoense recebe a Ponte Preta. As duas equipes perderam na rodada anterior. A rodada terá também um jogo em Santa Catarina às 16h, entre dois times ameaçados de cair: Avaí x Coritiba.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFlamengoFluminenseBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.