Alexandre Vidal/ Flamengo
Alexandre Vidal/ Flamengo

Flamengo encara surpresa Volta Redonda para ir à final e encurtar caminho

Superior aos demais adversários que teve pela frente até agora no Estadual, o time ficará a um jogo de mais um título se obtiver a classificação

Leandro Silveira, O Estado de S.Paulo

05 de julho de 2020 | 05h00

O Flamengo encara o Volta Redonda neste domingo, às 16 horas, no Maracanã, para ficar a um passo de conquistar o título do Campeonato Carioca. Bastante superior aos demais adversários que teve pela frente até agora no Estadual, o time ficará a um jogo de mais um título se obtiver a classificação à decisão da Taça Rio.

O regulamento do Campeonato Carioca não prevê a realização de uma final em apenas um caso: se o campeão dos dois turnos também tiver a melhor campanha no somatório das fases de classificação. E é exatamente isso que o Flamengo busca após faturar a Taça Guanabara e ter o melhor desempenho nas 11 rodadas dos dois turnos.

Com isso, passando pelo Volta Redonda neste domingo - tem a vantagem do empate -, só precisará ter êxito na decisão da próxima quarta-feira, diante de Botafogo ou Fluminense, para conquistar dois troféus de uma vez, além do bicampeonato estadual, ampliando uma hegemonia que tem sido vista em campo.

Além disso, teria um mês cheio de preparação para o Campeonato Brasileiro, previsto para começar no fim de semana dos dias 8 e 9 de agosto, o que poderá ser uma vantagem contra rivais que ainda nem voltaram a campo.

“Acho que o Mister deve dar alguns dias para a gente de folga caso a gente venha a conquistar o Carioca. Acho que temos que continuar na mesma pegada, para quando começar o Brasileiro estarmos na mesma pegada”, disse o lateral-direito Rafinha.

Para o confronto com o Volta Redonda, o Flamengo terá o retorno do seu artilheiro. Poupado na partida da última quarta-feira contra o Boavista em função de incômodo muscular, Gabriel volta ao time, na vaga que havia sido ocupada por Pedro. Ele soma 11 gols na temporada, sendo oito no Campeonato Carioca - é um dos artilheiros do torneio.

De resto, a formação do Flamengo terá a mesma base que lhe fez terminar a Taça Rio com 100% de aproveitamento, muitas vezes encurralando os adversários durante quase 90 minutos, como nas recentes partidas diante de Bangu e Boavista.

Mas o discurso no time é de respeito ao adversário, até para evitar qualquer surpresa. “A gente vê os jogos do Volta Redonda, sabemos que é uma equipe perigosa, com jogadores de experiência. Muito respeito, como temos por todas as equipes, mas a nossa equipe está preparada para a semifinal”, afirmou Rafinha.

Assim como ocorreu na partida contra o Boavista, o duelo com o Volta Redonda terá transmissão feita pelo Flamengo. Desta vez,  será pela plataforma MyCujoo e terá a cobrança de R$ 10 por transmissão. Para quem está fora do Brasil, a cobrança será de US$ 8 (cerca de R$ 42).  O time trava uma batalha jurídica com a Rede Globo por causa dos direitos de transmissão, com a emissora tendo anunciado que não mais transmitirá jogos do torneio porque o clube não respeitou o seu contrato de exclusividade, embora as partes não tenham firmado acordo, ao contrário dos demais participantes do Estadual.

O clube alega que não havia qualquer vínculo com a Globo e que transmitiu o confronto se baseando na MP que concede os direitos de transmissão ao mandante da partida. E a expectativa é de que o jogo renda audiência expressiva online - até a última sexta-feira, o vídeo do jogo contra o Boavista tinha quase 12 milhões de visualizações no YouTube.

O adversário do Flamengo é a surpresa deste semifinal. O Volta Redonda avançou como segundo colocado do Grupo B, com dez pontos somados em cinco jogos, dois a mais do que o eliminado Vasco. Para isso, pesou o bom desempenho contra os grandes da sua chave, pois tinha empatado por 0 a 0 com o time cruzmaltino, ainda em março, e fez 3 a 0 no Fluminense no seu primeiro compromisso na volta do Estadual.

Para isso, precisou superar o afastamento de três jogadores, que testaram positivo para o coronavírus antes da partida contra o Fluminense. E a classificação foi obtida exatamente no palco do duelo deste domingo, o Maracanã, onde a equipe derrotou o Resende por 2 a 1 na quinta-feira.

Um dos gols daquela partida foi marcado por João Carlos, que divide a artilharia do Estadual com Gabriel. O atacante, de 33 anos, construiu a sua carreira em clubes pequenos do Rio, como Arraial do Cabo, Duque de Caxias e Macaé, além de ter defendido o Cuiabá, e agora tentará brilhar diante do Flamengo na segunda semifinal seguida do Volta Redonda - na Taça Guanabara, caiu com um empate contra o Boavista.

Sem jogadores suspensos, a tendência é que o técnico Luizinho Vieira repita a formação que derrotou Fluminense e Resende para tentar surpreender o Flamengo. Neste ano, os times se encontraram no primeiro turno, com triunfo da equipe rubro-negra por 3 a 2, mesmo atuando basicamente com jogadores dos juniores.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO x VOLTA REDONDA

FLAMENGO - Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luis; Willian Arão, Gerson, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabriel. Técnico: Jorge Jesus.

VOLTA REDONDA - Douglas Borges; Oliveira, Heitor, Daniel e Luiz Paulo; Bruno Barra, Wallisson, Marcelo e Bernardo; Pedrinho e João Carlos. Técnico: Luizinho Vieira.

HORÁRIO - 16 horas.

ÁRBITRO - Grazianni Maciel Rocha.

LOCAL - Maracanã, no Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.