Divulgação
Divulgação

Flamengo enfrenta Bahia para ficar mais longe da degola

Com retorno de Eduardo da Silva, Luxemburgo espera marcar ponto fora de casa e se afastar da zona de rebaixamento

Estadão Conteúdo

28 Setembro 2014 | 08h25

A ordem no Flamengo se mantém: é "fugir da confusão". A expressão do técnico Vanderlei Luxemburgo, na prática, equivale a busca de pontos que deixem o time rubro-negro cada vez mais distante do risco de rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Neste domingo, o time enfrenta o Bahia, às 16 horas, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 25.ª rodada, e mesmo um empate é considerado um bom resultado para o treinador.

Isso porque ele já deixou claro que, em uma competição equilibrada, voltar para casa com pelo menos um ponto é lucro. Mas Vanderlei Luxemburgo não vai armar o time para empatar com o Bahia, que está muito mais ameaçado de cair para a Série B. No ataque, o Flamengo vai ter a volta de Eduardo da Silva, que se recuperou de contusão. Ele tem sido importante para a equipe e já marcou cinco gols em 12 partidas.

Alecsandro, com três cartões amarelos, desfalca a equipe. Mesma situação do volante Cáceres. Vanderlei Luxemburgo alertou a equipe para o momento do adversário. Que precisa vencer, pois está em uma luta mais complicada contra o descenso e terá o apoio de sua fanática torcida. Ele deixou para definir mais próximo do jogo o substituto de Cáceres. Vai escolher entre Recife, Luiz Antonio ou Amaral, que seria a última opção.

Sem poder contar com os atacantes Kieza, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e Rafinha, por restrições contratuais, o técnico Gilson Kleina optou por esconder a escalação do time do Bahia para o jogo contra o Flamengo. "Estamos trabalhando com uma ideia (para a escalação), respeitando o desgaste físico dos atletas", justificou ele. Willian Barbio, Maxi Biancucchi e Henrique disputam as duas posições.

A equipe baiana tenta a segunda vitória consecutiva no estádio, após fazer 1 a 0 sobre o Sport na quarta-feira passada, para se manter fora da zona de rebaixamento do Brasileirão. Com 26 pontos, o Bahia é hoje o primeiro fora do grupo dos quatro últimos colocados.

Por causa da situação complicada, Gilson Kleina fez um apelo à torcida do Bahia, para que lote a Arena Fonte Nova neste domingo. "A energia que eles (torcedores) passam é inexplicável e tem sido muito importante para o time. Precisamos desse apoio contra o Flamengo", afirmou o treinador. Para ajudar, a diretoria do clube fez uma promoção para o jogo, com ingressos a partir de R$ 10.

Mais conteúdo sobre:
futebol Brasileirão Flamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.