Alexandre Vidal / Flamengo
Alexandre Vidal / Flamengo

Flamengo enfrenta o Fortaleza em busca do 13.º jogo seguido sem derrota

Líder com sobras, equipe de Jorge Jesus pode ampliar ainda mais a vantagem nesta rodada

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de outubro de 2019 | 08h01

O Flamengo será visitante na 26.ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas seus jogadores vão se sentir em casa no Castelão. Nesta quarta-feira, às 20h, o líder disparado do torneio nacional vai enfrentar o Fortaleza com grande presença de seus torcedores, que desejam ver a equipe completar 13 partidas consecutivas sem derrota no torneio.

O Fortaleza colocou 14,2 mil ingressos à disposição do Flamengo, carga muito maior do que a normalmente destinada a visitantes. Nesta terça-feira, o clube carioca anunciou que todos foram vendidos. Até o momento, torcedores do time cearense adquiriram cerca de 13 mil bilhetes, o que indica que existe grande chance de o Castelão estar quase dividido durante a partida - a carga total é de aproximadamente 52 mil ingressos.

Sem perder no Brasileirão desde 4 de agosto, quando foi batido pelo Bahia por 3 a 0, o Flamengo pretende aumentar neste meio de semana uma vantagem que já é grande: são oito pontos de diferença para o Palmeiras, segundo colocado, que nesta quarta receberá a Chapecoense. Embora ainda seja cedo para pensar em título, a cada vitória rubro-negra o sonho da segunda conquista nacional seguida fica mais distante do clube paulista.

A equipe comandada por Jorge Jesus fez na tarde desta terça, em Fortaleza, o último treino antes do jogo contra o time de Rogério Ceni. A atividade, realizada no Estádio Presidente Vargas, foi aberta ao público e à imprensa. Gabriel e Rodrigo Caio, que voltaram da viagem com a Seleção Brasileira a Cingapura, trabalharam normalmente e vão jogar. Em compensação, o treinador português terá vários desfalques nesta quarta.

Bruno Henrique e Everton Ribeiro, dois jogadores fundamentais para o ótimo desempenho do ataque do Flamengo no Brasileirão, estão suspensos. Rafinha, Filipe Luís e Arrascaeta estão machucados e também ficarão fora da partida.

O meia Reinier, que vem sendo bastante utilizado por Jorge Jesus, não deverá jogar. Ele não foi liberado pelo clube para disputar o Mundial Sub-17, o que gerou um atrito com a CBF. Por via das dúvidas, a diretoria rubro-negra entrou com um pedido de liminar no STJD para ter o respaldo legal para escalá-lo, mas, como ainda não obteve resposta, deve deixar o garoto fora da partida.

Rogério Ceni é o desfalque

Ainda sem conseguir emplacar uma sequência de bons resultados desde o retorno de Rogério Ceni, o Fortaleza recebe o líder Flamengo nesta quarta-feira. O técnico exige uma postura diferente em relação ao jogo contra o Vasco, em São Januário, onde o time perdeu por 1 a 0. "Não podemos jogar tão pouco. Temos condições de jogar mais e vamos precisar, porque teremos pela frente um time altamente qualificado", comentou Ceni.

Depois de reestrear com vitória sobre o Botafogo, por 1 a 0, Ceni perdeu para São Paulo (2 a 1) e Vasco (1 a 0), além de ter ganho da Chapecoense (2 a 0) entre essas derrotas. Os dois resultados positivos aconteceram, justamente, no Castelão, palco do jogo contra o líder e que promete estar lotado.

O problema é que o time cearense acumula desfalques para esse jogo. E talvez o principal deles seja no banco de reservas. Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Rogério Ceni não vai poder comandar o time do banco de reservas. O auxiliar Charles Hembert é quem vai assumir o seu lugar na área técnica.

Em relação ao time, o zagueiro Jackson e o atacante Edinho, ambos machucados, são dúvidas. Desfalques certos são o lateral-direito Gabriel Dias (expulso) e o atacante Wellington Paulista (terceiro amarelo), ambos suspensos. Esse último é o artilheiro do Fortaleza no Brasileirão, com nove gols. A boa notícia é a volta do zagueiro Quintero, que cumpriu suspensão contra o Vasco.

A vitória sobre o Flamengo é de extrema importância para o Fortaleza, que está na 15.ª colocação, com 28 pontos, três a mais do que o CSA, primeiro clube na zona de rebaixamento. Por isso, mesmo jogando contra o líder, o time cearense promete ir para cima.

"O Flamengo vem fazendo um grande campeonato, mas não é uma equipe impossível de vencer. Estamos jogando em casa e também temos nossas virtudes para conquistarmos os três pontos", disse Quintero.

Para Entender

Programação de tv

Veja as principais atrações esportivas do dia

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.