Site oficial do Flamengo
Site oficial do Flamengo

Flamengo estreia Diego Alves e tenta diminuir distância para o Corinthians

Única novidade do técnico Zé Ricardo é a presença do goleiro, contratado do Valencia

Fábio Grellet, Estadao Conteudo

30 de julho de 2017 | 07h14

Em quarto lugar no Campeonato Brasileiro, com 28 pontos, o Flamengo enfrenta o líder Corinthians neste domingo, em Itaquera, pela 17ª rodada, com o objetivo de reduzir a distância que o separa do adversário - hoje é de 12 pontos.

A única novidade confirmada pelo técnico Zé Ricardo será a estreia do goleiro Diego Alves, contratado do Valencia. Após 12 dias de treino, ele assume o lugar que vinha sendo ocupado por Thiago e, no último jogo, por Alex Muralha.

Mas Zé Ricardo também pode trocar Rafael Vaz por Juan. Um erro do zagueiro terminou em gol do Santos na partida da última quarta-feira, quando o Flamengo perdeu por 4 a 2 mas mesmo assim se classificou para as semifinais da Copa do Brasil. Após o jogo, o diretor de futebol Rodrigo Caetano cobrou os atletas e teve uma discussão ríspida com Vaz. Após a partida, Zé Ricardo classificou a discussão como normal após um jogo tenso. Vaz, no entanto, pode perder a vaga de titular.

O técnico Zé Ricardo prevê uma partida equilibrada: "O Corinthians tem a mesma forma de jogar desde Tite. Temos que tentar quebrar essa sequência. É um time muito equilibrado, não é só a defesa que é eficiente. Vamos tentar fazer uma partida perfeita, para vencer no estádio do adversário", afirmou. "Nós, em geral, também levamos poucos gols. Se não me engano somos a terceira ou quarta melhor defesa. Temos média pequena de gols sofridos no ano. Vamos procurar equilibrar e escrever nova história nessa partida", afirmou o técnico.

No Brasileirão do ano passado, no Itaquerão, o Flamengo foi derrotado pelo Corinthians por 4 a 0. "Aquele jogo trouxe lições principalmente em termos de equilíbrio. Fui expulso, o que atrapalha o comando, os jogadores, atrapalha tudo. A gente sabe que o Corinthians é forte lá. Mas precisa jogar lá também. Se aceitar o domínio, fica mais difícil. O que aconteceu ano passado é que depois do primeiro gol acabamos sucumbindo no jogo e o Corinthians aproveitou", afirmou Zé Ricardo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.