Flamengo estreia no Carioca ainda sem força máxima

A base do elenco que foi campeão brasileiro no ano passado foi mantida, principalmente com Petkovic e Adriano. Além disso, chegou o reforço de Vágner Love. Por tudo isso, o Flamengo estreia no Campeonato Carioca como favorito ao título, que seria seu quarto seguido. E o primeiro desafio será neste domingo, contra o Duque de Caxias, a partir das 17 horas, no Maracanã.

LEONARDO MAIA, Agencia Estado

17 de janeiro de 2010 | 08h13

Mas um fator importante deve tirar a atenção do Flamengo na busca pelo primeiro tetracampeonato carioca de sua história. A disputa da Libertadores é a prioridade flamenguista nesta temporada. E a prova disso está na escalação que o técnico Andrade mandará a campo neste domingo. A fim de evitar lesões, a comissão técnica vetou a escalação de Petkovic, Adriano e Ronaldo Angelim.

Assim, o torcedor flamenguista verá neste domingo um time diferente do que disputará a Libertadores. O ataque, por exemplo, está longe do nível de Adriano e Vágner Love. Contra o Duque de Caxias, os atacantes Obina e Erik Flores devem ser os eleitos para começar jogando.

Outro desfalque é Juan. O lateral-esquerdo precisa cumprir uma suspensão de três jogos por um desentendimento com Maicosuel, então do Botafogo, no campeonato anterior. Sem Ronaldo Angelim, David forma dupla defensiva com Álvaro. No meio-de-campo, Vinícius Pacheco toma o posto deixado por Petkovic. E na lateral-direita, Everton Silva ganha a chance de mostrar serviço enquanto Leonardo Moura se recupera de cirurgia no nariz.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato CariocaFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.