Flamengo faz pacto por vitória

Os jogadores do Flamengo fizeram um pacto para não serem derrotados neste domingo pelo Paysandu, às 16 horas, em Belém, com o objetivo de que o técnico Joel Santana termine invicto sua participação à frente do time no Campeonato Brasileiro. O treinador que livrou o time do rebaixamento à Segunda Divisão, desde que assumiu, colecionou cinco vitórias e três empates."Ao chegar aqui falei que eram nove jogos para reabilitarmos o time.Falta um. Vamos jogar com vontade e os jogadores me prometeram isso", disse o técnico do Flamengo. "Não iremos para Belém fazer um amistoso, porque não caímos. E tenho a certeza de que o Paysandu não vai jogar relaxado só porque já está na Série B".Mas, a principal expectativa no Flamengo é pelo final da partida, já que o técnico poderá confirmar se permanecerá ou não no clube. No início da semana, Joel Santana havia informado que deixaria o time ao término do Nacional para trabalhar no futebol japonês. No entanto, no dia seguinte, reviu a decisão e informou que ao término do Brasileiro informaria seu destino."Está todo mundo pedindo para eu ficar. A diretoria, os jogadores e a torcida. Isso balança muito a gente, porque não tenho o coração de ferro", contou o técnico do Flamengo.Para escalar o time, Joel Santana precisou resolver alguns problemas. O principal deles foi a autorização dada ao atacante Ramirez para ir ao Paraguai tratar de sua liberação. O objetivo é o de manter o jogador por mais um ano no Flamengo. Obina foi o escolhido pelo treinador para formar o ataque ao lado de Fellype Gabriel. Outra ausência será a do zagueiro Fernando, que cumpre suspensão, e Rodrigo ocupará a vaga.

Agencia Estado,

04 de dezembro de 2005 | 09h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.