Flamengo ganha do Horizonte fora e espanta a zebra na Copa do Brasil

Time carioca vence por 3 a 0 e agora enfrenta, outra equipe cearense, o Ceará, na próxima fase

AE, Agência Estado

28 de abril de 2011 | 00h06

HORIZONTE - A zebra cearense preocupava antes da partida, mas o Flamengo se impôs, desta vez com bom futebol, e não deu chances ao Horizonte. Assim, o time carioca ganhou por 3 a 0, na noite desta quarta-feira, na cidade de Horizonte, a 40km de Fortaleza, e conseguiu avançar para as quartas de final da Copa do Brasil - no Rio, tinha havido empate de 1 a 1.

O Flamengo, cuja invencibilidade na temporada chegou a 24 jogos, ganha moral para encarar o Vasco na final da Taça Rio, no domingo, num confronto que pode lhe render o título carioca por antecipação. Já na Copa do Brasil, o próximo desafio flamenguista será um novo time cearense: o Ceará, em duelo válido pelas quartas de final da competição.

De início, o abusado Horizonte mostrou que não queria saber de jogar com a vantagem da igualdade sem gols. Foi para cima e levou certo perigo à problemática zaga flamenguista. Aos poucos, porém, o time carioca foi se acertando e impondo melhor toque de bola. Facilitou muito o gol um tanto fortuito que lhe foi propiciado por Rafael Galhardo. O substituto de Leonardo Moura cruzou para a área e contou com boa colaboração do goleiro Alex, que tocou para dentro do próprio gol, aos oito minutos.

Mesmo com a vantagem, o Flamengo seguia mais perigoso. E a dupla de centroavantes formada por Deivid e Wanderley assustava a defesa do Horizonte. O jogo era aberto, com os dois times expondo fragilidades defensivas e velocidade nos avanços.

ESPN - VÍDEO: Flamengo espanta zebra, vence Horizonte e pega terceiro cearense na Copa do Brasil

Mas a fatura basicamente foi liquidada aos três minutos da segunda etapa, quando Rodrigo Alvim batalhou pela bola e entregou para Thiago Neves. O meia do Flamengo deixou o zagueiro adversário sentado e rolou para Deivid fazer 2 a 0 diante do gol vazio.

Ciente de que precisaria de três gols para avançar, o Horizonte entregou os pontos. Até esboçava um ataque ou outro, mais para mostrar brios e dignidade do que crente em uma virada. Com calma, o Flamengo foi desperdiçando chance atrás de chance de ampliar.

Depois da expulsão de Hércules e de Deivid perder gol incrível diante do goleiro, coube ao volante Willians mostrar como se faz. Aos 35 minutos, ele arrancou do meio, passou por dois jogadores, deixou o goleiro para trás e tocou para fazer o terceiro gol do Flamengo, fechando a vitória em Horizonte.

HORIZONTE - 0 - Alex; Robert, Carlinhos, Douglas e Hércules; Valter (André Cassaco), Elanardo, Júnior Cearense (Da Silva) e Diego Palhinha; Isaac (Lúcio Maranhão) e Siloé. Técnico - Roberto Carlos.

FLAMENGO - 3 - Felipe; Rafael Galhardo, Welinton, David e Rodrigo Alvim; Willians, Renato, Bottinelli (Fierro) e Thiago Neves (Diego Maurício); Wanderley (Muralha) e Deivid. Técnico - Vanderlei Luxemburgo.

Gols - Rafael Galhardo, aos 8 minutos do primeiro tempo; Deivid, aos 3, e Willians, aos 35 minutos do segundo tempo; Árbitro - Heber Roberto Lopes (Fifa/PR); Cartão amarelo - Carlinhos, Hércules, Siloé e David; Cartão vermelho - Hércules; Renda e público - Não disponíveis; Local - Estádio Domingão, em Horizonte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.