Marcelo Cortes/ CR Flamengo
Marcelo Cortes/ CR Flamengo

Flamengo goleia Volta Redonda e vai à final do Carioca com placar total de 7 a 1

Gabriel Barbosa marca duas vezes, e equipe rubro-negra espera Fluminense ou Portuguesa na final

Redação, Estadão Conteúdo

08 de maio de 2021 | 23h02

Era jogo decisivo, mas parecia dia de treino. Mesmo com um time reserva, o Flamengo voltou a dominar o Volta Redonda, desta vez com goleada, por 4 a 1. O novo triunfo, conquistado na noite deste sábado, garantiu com folga o time de Rogério Ceni na final do Campeonato Carioca. Como havia vencido o jogo de ida por 3 a 0, o Fla fechou o confronto com placar agregado de 7 a 1.

Gabriel e Vitinho foram os principais destaques da partida, que mais lembrou um jogo-treino. Único titular que começou jogando, o primeiro anotou dois gols, enquanto o companheiro brilhou na armação, movimentou o time no segundo tempo e também deixou sua marca.

Na final, o Fla vai enfrentar o vencedor do confronto entre Fluminense e Portuguesa, que se enfrentam neste domingo. O jogo de ida terminou em empate por 1 a 1, sendo que o Flu tem a vantagem de jogar pelo empate para alcançar mais uma vez a final do Estadual.

Apesar da boa vantagem conquistada na ida, o Flamengo começou o jogo com um susto. Logo no primeiro minuto, João Carlos abriu o placar, em favor do Volta Redonda. Mas o árbitro anulou o gol por impedimento após consultar ao VAR. O time visitante era todo ataque, chegando a impor pressão sobre a defesa rubro-negra.

Mas o bom momento do Volta Redonda durou apenas 11 minutos. Foi o tempo necessário para o Flamengo mandar para as redes e aumentar ainda mais a vantagem no confronto. Gabriel deu lindo passe para Michael que, sem qualquer marcação, só bateu na saída do goleiro Andrey.

Jogando quase em ritmo de treino, o Flamengo encontrava espaços no meio-campo e no ataque. Assim, ampliou a contagem aos 20, quando Gabriel recebeu belo passe de Pedro, cortou o marcador dentro da área e finalizou na saída do goleiro. O terceiro quase veio aos 32, com Pedro, que carimbou o travessão.

Mas, antes do intervalo, o placar voltou a ser alterado. Gabriel tabelou com Matheuzinho e anotou o terceiro dos anfitriões. A essa altura, o jogo já era um massacre total. O Volta Redonda parecia disputar um amistoso, praticamente sem oferecer perigo ao gol defendido por Gabriel Batista.

O segundo tempo seguiu o mesmo ritmo. E, aos 3, o Fla já comemorava o quarto gol. Vitinho recebeu lançamento de Ramon e balançou as redes. Além de fazer gol, o jogador se tornava aos poucos a principal referência da equipe rubro-negra em campo. Armava, lançava, colocava os companheiros na cara do gol e também deixava sua marca.

Conformado com a derrota, o Volta Redonda decidiu testar seus jogadores. Despreocupado com o resultado da partida, o técnico Neto Colucci fez quatro alterações ao mesmo tempo. Rogério Ceni fez o mesmo e sacou Gabriel, dando chance para jovens jogadores, como Lucas André e Gabriel Barros.

Com o placar consolidado e muitos garotos em campo, as duas equipes caíram de produção a partir dos 25 minutos. A busca pelo gol foi substituída pela cautela e o placar só foi alterado novamente aos 45 minutos, em cobrança de pênalti de João Carlos, marcando o gol de honra dos visitantes. A penalidade fora causada por um toque de mão na bola de João Gomes dentro da área.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 4 x 1 VOLTA REDONDA

FLAMENGO - Gabriel Batista; Matheuzinho, Gustavo Henrique, Léo Pereira, Ramon; Hugo Moura (Lucas André), Max (João Gomes), Vitinho (Rodrigo Muniz); Michael (Gabriel Barros), Gabriel (Everton Ribeiro) e Pedro. Técnico: Rogério Ceni.

VOLTA REDONDA - Andrey; Oliveira, Gabriel Pereira (Davison), Heitor, Luiz Paulo; Bruno Barra (Wallisson), Emerson (Hiroshi), Luciano Naninho (Marcos Bebê); Alef Manga, João Carlos e MV (Caio Vitor). Técnico: Neto Colucci.

GOLS - Michael, aos 11, e Gabriel, aos 20 e aos 42 minutos do primeiro tempo. Vitinho, aos 3, e João Carlos (pênalti), aos 45 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Alef Manga, Léo Pereira, Michael, Wallisson, Matheuzinho, Davison, Bruno Barra.

ÁRBITRO - Felipe da Silva Gonçalves.

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.