Alexandre Vidal / Flamengo
Alexandre Vidal / Flamengo

Flamengo recebe Vélez Sarsfield em decisão do 1° lugar do grupo na Libertadores

Classificado, time de Rogério Ceni já poderia ter fechado a chave na frente se não tivesse desperdiçado pontos contra a LDU

Fábio Hecico, especial para o Estadão

27 de maio de 2021 | 08h49

O Flamengo faz nesta quinta-feira à noite, no Maracanã, uma desnecessária decisão antecipada na Copa Libertadores. A partir das 21 horas, necessita de apenas um empate com o Vélez Sarsfield para fechar a primeira fase na liderança do Grupo G e ter vantagem nos mata-matas. Os argentinos fecham em primeiro caso vençam.

Classificado, o time de Rogério Ceni já poderia ter fechado a chave na frente se não tivesse desperdiçado pontos contra a LDU, semana passada, ao ficar no empate por 2 a 2, também no Maracanã. A expulsão de Willian Arão naquele dia, com somente 14 minutos, pesou muito e o gol da igualdade só saiu na reta final da partida.

Com dois pontos de diferença para os argentinos, Rogério Ceni não poderá dar descanso a seus principais jogadores. Arão é ausência certa na defesa e deve ser substituído justamente por Gustavo Henrique, que salvou o time diante da LDU. Formaria dupla com Rodrigo Caio.

A grande novidade, porém, pode pintar no gol. Diego Alves trabalhou normalmente com os companheiros e tem tudo para recuperar a posição, na vaga de Gabriel Batista, titular na conquista do Carioca. Ele está recuperado de dores na coxa sentidas na altitude de Quito, faz três semanas.

Na frente, Bruno Henrique terá de cumprir suspensão por acúmulo de cartões amarelos e Rogério Ceni tem chance de ver como o time se comporta com Pedro e Gabriel juntos. Ele sempre frisa que é possível a parceria, mas sempre opta por Vitinho em detrimento ao centroavante. A torcida espera que ele ouse com dois goleadores desde o início.

O Flamengo não perde faz 11 partidas, conquistou o estadual no fim de semana sobre o rival Fluminense e está muito tranquilo para manter o tabu e avançar em primeiro, garantindo o jogo de volta nos mata-matas no Maracanã.

No time argentino, o técnico Mauricio Pellegrino usará força máxima para tentar devolver a derrota da estreia, um revés de 3 a 2 diante dos cariocas, para tentar avançar no primeiro lugar.

O treinador aposta no setor ofensivo com Janson e Lucero para surpreender o campeão de 2019. A promessa é de uma postura ofensiva no Maracanã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.