Flamengo já vê Libertadores como possibilidade real

Vitória sobre o América-RN, em Natal, levou os cariocas aos 52 pontos, apenas dois atrás do Cruzeiro

29 de outubro de 2007 | 19h54

O que era delírio há algumas semanas agora é uma possibilidade real. A vitória de 1 a 0 sobre o América-RN, em Natal, levou o Flamengo aos 52 pontos, apenas dois atrás do Cruzeiro, quarto colocado do Campeonato Brasileiro e ocupante, até a rodada de quarta-feira, da última vaga na Libertadores de 2007. A boa campanha motivou ainda mais a torcida. Até o fim da tarde desta segunda-feira, pouco mais de 17 mil ingressos já haviam sido vendidos para o clássico de quarta-feira, contra o Corinthians, no Maracanã. Feliz com o apoio da torcida, o técnico Joel Santana, que se recusava a falar sobre o torneio continental, preferindo o discurso sobre como evitar o rebaixamento, deu o braço a torcer e entrou no clima de expectativa. "Agora já dá para falar em classificação para a Libertadores. Temos chances, já estão vendo pelo retrovisor o Flamengo chegar", disse o treinador, que assumiu o time na penúltima colocação do campeonato, estreou com duas vitórias consecutivas (Santos e Atlético-PR) e contabilizou 11 triunfos e apenas três derrotas nas 18 partidas seguintes. A delegação carioca permaneceu em Natal até a tarde desta segunda, quando embarcou para o Rio. Para o duelo contra o Corinthians, 17.º colocado e lutando desesperadamente para escapar da Série B, Joel poderá perder o centroavante Souza, que sofre com dores no tendão de Aquiles do pé direito já há algumas semanas. Outro que vem sentindo dores no pé é Jaílton, cuja disponibilidade para o duelo de quarta também está em suspense. Já Renato Augusto, que não foi relacionado para o jogo contra o América por conta de dores no glúteo, tem boas chances de ser liberado.

Tudo o que sabemos sobre:
FlamengoBrasileirão Série A

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.