Alexandre Vidal/CR Flamengo
Alexandre Vidal/CR Flamengo

Flamengo joga com cautela, vence o Cuiabá e se aproxima do G-4 do Brasileirão

Seguro atrás, time carioca é eficiente no ataque e vence por 2 a 0 na Arena Pantanal

Redação, Estadão Conteúdo

01 de julho de 2021 | 22h14

Surpreendido pelo Juventude no final de semana, o Flamengo, mesmo sem apresentar um bom futebol, voltou a vencer nesta quinta-feira à noite, quando visitou o Cuiabá e marcou 2 a 0, na Arena Pantanal, em Cuiabá, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Acostumado a atacar, desta vez, o time dirigido por Rogério Ceni foi cauteloso. Assim, não tomou gol e ganhou.

Esta foi a primeira vitória do time carioca como visitante. Antes o Flamengo só havia encarado o Juventude e perdido por 1 a 0, em Caxias do Sul (RS). Os outros dois jogos como visitante, contra Grêmio (2ª rodada) e Athletico-PR (4ª rodada), foram adiados e serão reagendados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Com a vitória na capital mato-grossense, o Flamengo chegou aos 12 pontos e assumiu a sexta posição - está a três pontos do Fortaleza (4º colocado), com 15. Já o Cuiabá segue sem vencer e na zona de rebaixamento: 18º com quatro pontos.

No campo, o Flamengo teve mais posse de bola e forçou a marcação sobre o Cuiabá para abrir o placar nos primeiros minutos. Aos nove, João Gomes recebeu ótimo lançamento, girou sobre a marcação e ajeitou para Pedro finalizar de primeira para o gol.

Com a vantagem no placar, o time carioca controlou a partida e teve como estratégia parar as jogadas do Cuiabá com faltas para evitar, acima de tudo, jogadas aéreas em seu campo de defesa. Tanto é que o time da casa não conseguiu criar nenhuma jogada de perigo ao jovem goleiro Gabriel Batista.

Antes do intervalo, o Flamengo ainda teve duas oportunidades de balançar as redes. Uma aos 26 minutos, em finalização de Bruno Henrique que Walter fez ótima defesa, e depois aos 47, em finalização de Matheuzinho que desviou na zaga e passou rente à trave do goleiro mato-grossense.

Em apenas um minuto no segundo tempo, o Cuiabá fez mais do que em toda etapa inicial. Isso porque Clayson carregou bola no meio-campo e tocou para Danilo, que ficou cara a cara com o goleiro Gabriel Batista e finalizou para fora. A primeira e melhor chance de gol do time anfitrião.

O Flamengo adotou postura um pouco mais cautelosa, até para aproveitar os contra-ataques. Mas foi o Cuiabá que voltou a ter chance de modificar o placar. Aos 19, Camilo aproveitou sobra na entrada da área e chutou cruzado, sem chance de defesa para o goleiro. Mas o árbitro anulou o gol por impedimento na origem do lance.

O Flamengo sentiu demais as saídas de João Gomes e Diego no segundo tempo e perdeu o domínio do meio-campo. Por isso acabou sofrendo mais do que esperava, embora a defesa tenha conseguido evitar maiores problemas.

O esperado ‘contra-ataque certeiro’ saiu apenas nos acréscimos. Rodrigo Muniz pegou a bola no meio campo e disparou até a área, onde tocou de lado para Thiago Maia. Ele completou de chapa para as redes aos 46 minutos.

O Cuiabá volta a campo no domingo para enfrentar o Atlético-MG, às 18h15, novamente na Arena Pantanal. O Flamengo terá pela frente o clássico contra o Fluminense, domingo, às 16 horas, na Neo Química Arena, em São Paulo (SP).

FICHA TÉCNICA

CUIABÁ 0 X 2 FLAMENGO

CUIABÁ - Walter; Lucas Ramon (Camilo), Marllon, Paulão e Lucas Hernández (Rafael Elias); Yuri Lima, Rafael Gava (Uilliam Correia) e Pepê; Jonathan Cafu (Danilo Gomes), Elton (Felipe Marques) e Clayson. Técnico: Luiz Fernando Iube.

FLAMENGO - Gabriel Batista; Matheuzinho, Willian Arão, Rodrigo Caio e Filipe Luís; Diego (Hugo Moura), João Gomes (Thiago Maia), Vitinho (Max) e Michael; Bruno Henrique (Werton) e Pedro (Rodrigo Muniz). Técnico: Rogério Ceni.

GOLS - Pedro, aos nove minutos do primeiro tempo. Thiago Maia aos 46 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Rodolpho Toski Marques (PR).

CARTÕES AMARELOS - Marllon, Clayson e Danilo Gomes (Cuiabá); Diego Vitinho, Max e Bruno Henrique (Flamengo).

LOCAL - Arena Pantanal, em Cuiabá (MT).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.