Márcia Feitosa/Vipcomm - 12/03/2010
Márcia Feitosa/Vipcomm - 12/03/2010

Flamengo joga no Chile tentando esquecer polêmicas

Time rubro-negro visa manter ótimo aproveitamento na Libertadores contra o Universidad de Chile

Leonardo Maia, Agencia Estado

17 de março de 2010 | 07h33

Em meio ao furacão de notícias negativas que circulam sobre seus jogadores, o Flamengo vai seguindo seu caminho com vitórias no Campeonato Carioca e na Libertadores. Pela competição continental, o desafio desta quarta-feira será contra o Universidad de Chile, a partir das 21h50, em Santiago. E o objetivo do elenco flamenguista é mostrar que continua concentrado e unido, alheio às polêmicas fora dos gramados.

Nesta temporada, o Flamengo soma 12 vitórias e apenas uma derrota em 14 jogos - ou 88% dos pontos disputados nas duas competições. O motivo da boa performance, na opinião dos jogadores, é a união do grupo. "Somos irmãos e um respeita o outro aqui dentro. Do diretor ao treinador. Isso é muito difícil no futebol", comentou o volante Willians.

Mas o técnico Andrade tem problemas para armar o time nesta quarta-feira. Ele não poderá contar com dois volantes na partida contra os chilenos. O titular Toró está suspenso pela expulsão contra o Caracas. E Fernando, seu reserva imediato, está machucado. Com isso, Rodrigo Alvim ganha mais uma chance - Maldonado está recuperado de contusão grave no joelho, mas falta-lhe ritmo de jogo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa LibertadoresFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.