Flamengo joga no México em busca de um empate

Time espera que cansaço da viagem de 13 horas não influencie no jogo contra o América pela Libertadores

Leonardo Maia, Agência Estado

29 de abril de 2008 | 19h57

Não há mais espaços para erros. A fase eliminatória da Libertadores começa nesta quarta-feira para o Flamengo, diante do América, às 19h45 (horário de Brasília), na Cidade do México. E o objetivo, ninguém esconde, é voltar para casa pelo menos com um empate, de preferência com gols. Veja também: Calendário e resultados Na Libertadores, Fluminense joga pelo empate na Colômbia Além do complicado adversário, que vive momento ruim no Campeonato Mexicano, mas venceu todos os seus jogos em casa pela Libertadores, o time rubro-negro precisará superar o desgaste da viagem de 13 horas e a altitude, vilã já na primeira fase - embora o Flamengo tenha se dado bem e derrotado o Cienciano com facilidade, por 3 a 0, em Cuzco. "Trabalhamos desde o começo da temporada em busca de decisões. Chegou a hora de vencer o cansaço com muita raça e disposição", disse o voluntarioso Toró, descartando a possibilidade usar a viagem e a vitória sobre o Botafogo, no primeiro jogo da final do Campeonato Carioca, como desculpa. O meia, destaque no triunfo por 1 a 0, diz esperar uma partida difícil, apesar do mau desempenho do América no torneio doméstico. "Justamente por estarem mal, eles virão com tudo na Libertadores. O estádio vai estar lotado. Será um jogo muito disputado", antecipa.América-MEXOchoa; Castro, Cervantes, Iñigo e Oscar Rojas; Rodríguez, Mosqueda, Sánchez e Enrique Esqueda; Juan Carlos Silva e CabañasTécnico: Rubén Omar RomanoFlamengoBruno; Leonardo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Cristian, Toró, Kléberson e Íbson; Marcinho e SouzaTécnico: Joel SantanaÁrbitro: Carlos Chandía (Chile)Estádio: Azteca, na Cidade do México (MEX)Horário: 19h45 (de Brasília)Depois de chegar a cogitar formar a equipe com alguns reservas, o técnico Joel Santana voltou atrás (depois de discutir com comissão técnica e diretoria) e deverá repetir o time usado contra o Botafogo. A principal ausência é o Renato Augusto, que tem um edema na panturrilha direita e ficou no Rio para continuar o tratamento e voltar ao time titular na finalíssima do Carioca. Marcinho segue como titular, e Joel demonstra confiança na equipe. "Temos que confiar nesse grupo. É basicamente o time que teve aquela arrancada no Brasileiro do ano passado". O Flamengo inscreveu o volante Aírton para a fase eliminatória, na vaga de Léo Medeiros, que foi negociado com o Atlético Paranaense, mas ele deve ficar no banco.

Tudo o que sabemos sobre:
FlamengoCopa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.