Divulgação
Divulgação

Flamengo joga para confirmar a vaga na decisão do Carioca

Equipe pode perder por até dois gols e mesmo assim se classifica para a final

Ronald Lincoln Jr., O Estado de S. Paulo

29 de março de 2014 | 07h16

RIO - Com a classificação bem encaminhada para a final do Campeonato Carioca, o Flamengo voltará a enfrentar a Cabofriense neste sábado, no Maracanã, no jogo de volta da semifinal. Mesmo tendo vencido por 3 a 0 a primeira partida na quarta-feira, o que lhe deu uma grande vantagem no confronto, o técnico Jayme de Almeida deve usar força máxima, com todos os titulares disponíveis em campo.

Como a confirmação da vaga na final do Campeonato Carioca deve ser uma mera formalidade, a partida deste sábado servirá também como preparação para o confronto decisivo do Flamengo pela Libertadores, na próxima quarta-feira, contra o Emelec, no Equador.

No primeiro jogo da semifinal, Digão ocupou a lateral direita, mas, como o jovem não está escrito na competição continental, é possível que o meia-atacante Paulinho seja improvisado na posição, já como preparação para enfrentar o Emelec. Mesmo porque, Leonardo Moura, dono da posição, e Léo, reserva imediato, estão contundidos.

No último treino antes do jogo, Jayme de Almeida comandou apenas um rachão. E, em seguida, colocou os jogadores para treinar faltas e pênaltis. O meia Elano, o volante Cáceres e o lateral-esquerdo André Santos também seguem se recuperando de contusão e estão vetados para enfrentar a Cabofriense, assim como já tinha acontecido na quarta-feira.

Na Cabofriense, o técnico Alexandre Barroso teve uma missão das mais difíceis nos últimos dias: a de tentar motivar o grupo para o jogo deste sábado. Ele quis mostrar para os atletas que todos devem acreditar que é possível vencer o Flamengo por um placar dilatado e, assim, conseguir uma improvável vaga na final do Campeonato Carioca.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato CariocaFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.