Flamengo lamenta briga no clássico e critica dirigentes que 'estimulam o ódio'

Clube emite nota oficial em seu site após a partida contra o Vasco

Estadao Conteudo

09 de julho de 2017 | 09h34

O Flamengo pouco pôde aproveitar a vitória no clássico deste sábado, contra o Vasco, por 1 a 0, pelo Campeonato Brasileiro. Com a briga generalizada em São Januário, os jogadores do clube e a arbitragem, preocupados, tiveram de permanecer no centro do campo após o apito final.

Após a partida, o clube emitiu uma nota oficial em seu site para lamentar o ocorrido. "O Clube de Regatas do Flamengo lamenta a situação a que foram expostos nossos profissionais, colegas da imprensa e torcedores após o término da partida contra o Vasco e repudia todo e qualquer ato de violência dentro e fora dos estádios."

O Flamengo comentou ainda que espera que todas as medidas cabíveis sejam tomadas após a tragédia. "O Flamengo entrou em campo e venceu na bola. Agora, espera que todas as providências sejam tomadas para que um episódio desastroso como o de hoje (sábado) não se repita e que os marginais responsáveis sejam punidos."

Por fim, sem citar diretamente nenhum nome, embora em aparente referência a Eurico Miranda, o clube carioca criticou "alguns dirigentes" que contribuem para o clima turbulento nos estádios. "O futebol tem sido vítima constante da impunidade e da falta de sensibilidade de alguns dirigentes, que estimulam o ódio."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.