Mauro Pimentel/AFP
Mauro Pimentel/AFP

Flamengo bate marca de 300 gols na Libertadores e põe goleada entre as maiores do Brasil no torneio

Rubro-negro carioca avançou às quartas de final depois de massacre por 7 a 1 diante do Tolima, nesta quarta-feira, no Maracanã

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de julho de 2022 | 09h50

O Flamengo está novamente em lua de mel com sua torcida. Fazia tempo que não se via uma comunhão assim na Gávea. Depois de meses turbulentos sob o comando de Paulo Sousa, a equipe rubro-negra voltou a apresentar um bom futebol, evidenciado na goleada por 7 a 1 sobre o Tolima, nesta quarta-feira, no Maracanã. O resultado colocou o time de Dorival Júnior nas quartas de final da Copa Libertadores e ajudou o clube a superar marcas importantes na competição. 

O massacre diante dos colombianos ajudou o Flamengo a alcançar a marca de 306 gols na competição, colocando o time carioca entre os 15 clubes que mais balançaram as redes no torneio continental - aparecendo em 14º lugar. O placar também fez os brasileiros superarem a marca de 300 gols na disputao. Somente outras quatro equipes realizaram o feito: Palmeiras (425), Grêmio (318), Cruzeiro (307) e São Paulo (307)

O 7 a 1 rubro-negro também entrou para a lista das maiores goleadas de times brasileiros na história do torneio sul-americano. O Santos de Pelé é o responsável pelo maior "passeio" verde-amarelo pela América, com um sonoro 9 a 1 diante do Cerro Porteño na campanha do título de 1962. O time da Baixada também foi responsável por um 8 a 0 sobre o Bolívar, em 2012. O Palmeiras, tricampeão do torneio, aplicou nesta edição um 8 a 1 sobre o Independiente Petrolero, além de já ter registrado um 7 a 0 no El Nacional, em 1995. O Cruzeiro tem dois resultados elásticos na Libertadores: 7 a 0, em 2010, contra o Real Potosí, e também em 2018, diante da Universidad de Chile. 

PEDRO

A noite no Rio também foi especial para o atacante Pedro. O jogador se tornou o primeiro atleta rubro-negro a marcar quatro gols em uma mesma partida pelo Flamengo. Gabigol, que também deixou o dele contra o Tolima, nesta quarta, continua sendo o maior artilheiro do clube na história da competição, com 26 gols - dez a mais do que Zico e Bruno Henrique. 

O Flamengo será o adversário do Corinthians, que eliminou o Boca Juniors na La Bombonera, nas quartas de final. O primeiro confronto entre os brasileiros está marcado para o dia 3 de agosto, na Neo Química Arena, às 21h30. A volta será uma semana depois, no dia 10, no Maracanã, também no mesmo horário. 

Confira os clubes com mais gols na história da Libertadores

1º River Plate-ARG - 634 gols

2º Nacional-URU - 566 gols

3º Penãrol-URU - 560 gols

4º Boca Juniors-ARG - 476 gols

5º Olimpia-PAR - 469 gols

6º Palmeiras - 425 gols

7º Cerro Porteño-PAR - 410 gols

8º Bolívar-BOL - 360 gols

9º Universidad Católica-CHI - 348 gols

10º Colo-Colo-CHI - 345 gols

11º Grêmio - 308 gols

12º Cruzeiro e São Paulo - 307 gols

14º Flamengo - 306 gols

15º América de Cali-COL - 299 gols

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.