Flamengo luta para encerrar jejum de 7 jogos sem vitória

Sete jogos sem vencer, muitas falhas defensivas e queda na classificação do Campeonato Brasileiro. Diante disso, o Flamengo entra em campo pressionado neste domingo, precisando da vitória sobre o Atlético Paranaense, a partir das 18 horas, em Macaé (RJ), pela 23.ª rodada, para não agravar a crise que já ronda o clube.

BRUNO LOUSADA, Agência Estado

11 de setembro de 2011 | 09h09

Depois de brigar muito tempo pela liderança, o Flamengo está hoje em quinto lugar no Brasileirão. Tanto que a possibilidade de chegar ao título ficou em segundo plano na Gávea. A meta mais realista agora é tentar garantir a classificação para a Copa Libertadores da América do ano que vem.

O técnico Vanderlei Luxemburgo está incomodado: sabe que o time caiu muito de produção nos últimos jogos e ainda busca explicações para a má fase. Externamente, ele chama a responsabilidade para si. Mas, internamente, tem cobrado evolução de cada jogador.

Thiago Neves, Willians e Leonardo Moura, três peças importantes no Flamengo, tiveram queda de rendimento. Além disso, o sistema defensivo se desfez com a contusão do volante Aírton e do zagueiro Alex Silva, ambos cotados para retornar ao time neste domingo.

"Nosso objetivo é a Libertadores. Se entrarmos como campeões, ótimo", destacou Luxemburgo, certo de que terá muito trabalho para colocar o time nos eixos novamente. Embalados no campeonato, os rivais Fluminense e Botafogo servem de exemplo para o conturbado Flamengo. "O Fluminense estava sem ganhar e todo mundo falava. Ganhou três seguidas e foi lá para cima. O Botafogo também. Então, temos que ter tranquilidade", ressaltou o técnico.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.