Flamengo muda para enfrentar Cardoso Moreira

Marcinho substitui o lesionado Renato Augusto e Jônatas entra no lugar de Cristian; Bruno é dúvida

Leonardo Maia, Agênica Estado

23 de janeiro de 2008 | 18h53

O Flamengo 2008 começa a tomar forma e transformar-se em relação ao time de 2007. Depois de estrear no Campeonato Carioca com o time que terminou o ano passado como titular, até como forma de conquistar os antigos jogadores e dar recado aos novos, o técnico Joel Santana já confirmou que promoverá duas mudanças para a segunda rodada da Taça Guanabara, quando o Flamengo enfrenta o Cardoso Moreira, nesta quinta-feira, às 19h30, no Maracanã. Uma será a entrada forçada de Marcinho na vaga de Renato Augusto, que deixou na quarta o hospital, depois de passar por cirurgia para reconstituição do malar. O meia jogará avançado ao lado de Souza. A outra alteração será a reestréia de Jônatas, que coloca Cristian no banco. "São ótimos jogadores. O Jônatas marca muito bem, sabe organizar o jogo e tem um excelente passe", elogiou Joel. "O Marcinho vai atuar como de hábito, levando o time para a frente, fazendo a ligação do meio para o ataque." O goleiro Bruno poderá ser mais um desfalque. Em nota oficial, o Flamengo garantiu que a situação do jogador seria regularizada na quinta, com o recebimento de documento de transferência do Atlético-MG, que possui parte dos direitos federativos do jogador. Se não puder atuar, Diego será de novo o titular. O treinador testou a nova formação no último coletivo antes da partida, na terça-feira. E a julgar pelas alterações, uma substituição é quase certa. A entrada de Obina no lugar de Jailton, recuando Marcinho e compondo uma dupla de ataque de ofício. O excesso de cautela sempre foi característica de Joel, que mais uma vez começará a partida com esquema mais marcador, apesar de esperar um adversário defensivo. "O Cardoso Moreira deverá jogar bem fechado atrás, com três zagueiros e três volantes, com uma marcação muito forte e partindo para os contra-ataques", antecipou. "Temos que ter inteligência e não forçar as jogadas pelo meio. Quero uma equipe compacta, e que saiba definir o jogo na hora certa." O discurso parece ter sido bem assimilado pelos atletas. "Temos que ter muita atenção com os pequenos, porque eles sempre complicam. Todos se prepararam muito bem para o campeonato", alerta Leonardo Moura. "O Cardoso Moreira dificultou as coisas para o Fluminense. Temos que ter inteligência para construir o resultado." Com as mudanças, Joel fez questão de manter os reservas motivados e prometeu que todos terão muitas chances. "Com tantas competições, todos vão ter oportunidades de mostrar seu trabalho. Vamos fazer um revezamento de acordo com as necessidades", prometeu o técnico.

Tudo o que sabemos sobre:
FlamengoCarioca

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.