Ivan Alvarado/Reuters
Ivan Alvarado/Reuters

Flamengo perde da Universidad de Chile na Libertadores

Atacantes Vágner Love e Adriano tiveram atuação apagada e não evitaram o 2 a 1 em Santiago

AE, Agencia Estado

18 Março 2010 | 00h26

O Flamengo conheceu nesta quarta-feira sua primeira derrota na Copa Libertadores 2010. A Universidad de Chile, jogando no estádio do rival Colo Colo, em Santiago, derrotou os cariocas por 2 a 1, com atuação apagada da dupla Vágner Love e Adriano, às voltas com problemas policiais.

"Faltou mais tranquilidade, mais rapidez, acertar o último passe. Mas é bola para frente. Tem muito jogo pela frente", comentou Adriano.

A derrota derruba o time de Andrade da liderança do Grupo 8, mas a situação ainda está sob controle. Com seis pontos, o Flamengo está apenas um atrás da Universidad de Chile, mas tem dois jogos em casa nas últimas três rodadas.

As duas equipes fizeram uma partida movimentada, mas marcada por muito contato físico, em decorrência do campo de dimensões reduzidas. Sem exibir um bom toque de bola, o Flamengo levava desvantagem, e os chilenos pressionaram nos primeiros minutos.

Contudo, a partir da metade da etapa inicial, os cariocas equilibraram as ações, colocaram a bola no chão e passaram a controlar o jogo. Chegavam bem à frente, mas erravam o último passe. Vágner Love lutava, mas pecava demais.

Os rubro-negros criaram as melhores chances. Adriano cabeceou na trave, aos seis minutos, e Love obrigou o goleiro Conde a realizar boa defesa aos 33, também de cabeça. Mas foram os chilenos que abriram o marcador explorando a bola aérea. Estrada cruzou na medida para Vargas subir à frente de Bruno e desviar para as redes, aos 42.

O segundo tempo começou agitado, com dois gols em menos de 10 minutos. Aos cinco, Leonardo Moura buscou a tabela com Adriano, Vágner Love interferiu na jogada, mas, na sequência, a bola sobrou para Rodrigo Alvim empatar. Love, contudo, estava em posição de impedimento.

Mas a igualdade não duraria muito tempo. Aos nove, Seymour testou de longe e foi feliz. Acertou chute forte, mas contou com uma falha feia de Bruno. A partir daí, o time rubro-negro pareceu perder o ímpeto e entregou-se à derrota. A única chance real de empate foi desperdiçada por Vágner Love. Depois de receber de Petkovic, invadiu a área e chutou centímetros à esquerda de Conde, aos 33.

Universidad de Chile 1 x 2 Flamengo

Universidad de Chile - Conde; Contreras, Victorino, Olarra e Rodríguez; Seymour, Estrada (Pinto), Montillo e Vargas (A. Fernández); Puch e Olivera (Rivera). Técnico: Gerardo Pelusso.

Flamengo - Bruno; Leonardo Moura (Everton Silva), Álvaro, Fabrício e Juan; Willians, Rodrigo Alvim, Kleberson (Fierro) e Vinícius Pacheco (Petkovic); Vágner Love e Adriano. Técnico: Andrade.

Gols - Vargas, aos 42 minutos do primeiro tempo. Rodrigo Alvim, aos 5, e Seymour, aos 9 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Vargas (Universidad de Chile); Álvaro, Fierro (Flamengo).

Árbitro - Jorge Larrionda (URU).

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio Monumental, Santiago (CHI).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.