Reprodução
Reprodução

Flamengo perde um mando após torcida agredir rival em Macaé

Rubro-negro deve jogar uma partida a mais de 100km do Rio e pagar R$ 10 mil; Macaé é punido por não oferecer segurança

Estadão Conteúdo

20 de fevereiro de 2015 | 20h37

Logo no primeiro jogo do Campeonato Carioca, torcedores do Flamengo invadiram o vestiário do Estádio Moacyrzão, em Macaé, e agrediram o goleiro do clube mandante, Ricardo Berna, ex-Fluminense. O Tribunal de Justiça Desportiva do Rio (TJD-RJ) entendeu que o clube rubro-negro não deveria ser punido com mais do que a perda de um mando de campo.

Além de jogar uma partida a mais de 100 quilômetros do Rio, o Flamengo também terá que pagar uma multa de R$ 10 mil. A mesma pena recebeu o Macaé, que, no entender unânime dos auditores, não proveu a segurança necessária no seu estádio.

O Flamengo não ficou satisfeito com a punição e deverá entrar com um efeito suspensivo da decisão, o mesmo ocorrendo com a procuradoria do tribunal, que vai recorrer pedindo uma pena mais dura. Inicialmente, o Fla tem que cumprir a punição dia 8 de março, contra o Friburguense.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFlamengoCampeonato Carioca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.