Flamengo quer que Vasco seja punido

O presidente do Vasco, Eurico Miranda, venceu mais uma batalha contra os principais clubes do Rio e, mesmo não tendo deixado a equipe enfrentar o Friburguense, nesta segunda-feira, pela terceira rodada do Campeonato Carioca, ficará impune. A liminar conseguida junto ao Tribunal da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) garantiu ao Vasco, além da legalidade, a tranqüilidade para alterar a tabela da competição. "Isso foi uma imoralidade e desrespeito aos patrocinadores", protestou o presidente do Flamengo, Edmundo Santos Silva.Silva prometeu entrar na Justiça exigindo uma punição para o Vasco. O presidente do Flamengo alegou que o arquiinimigo tinha condições de atuar no domingo, data prevista pela tabela. "Eles podiam jogar no domingo, mas alegaram cansaço. A partida foi transferida para a segunda e, agora, falam que estão com jogadores na seleção. Eu sabia que ele ia fazer isso", afirmou.Por estar com seis jogadores a disposição da seleção brasileira, três na sub-20 e os outros na principal, o dirigente vascaíno se beneficiou do direito de poder adiar a partida e conseguiu a liminar. O vice-presidente de Futebol do Friburguense, José Eduardo Siqueira, disse ter sido comunicado do cancelamento do jogo no início da noite de domingo, em um telefonema recebido do presidente da Ferj, Eduardo Viana. Na ocasião, Viana também lhe informou a possibilidade de a partida ser realizada no dia 18 de abril.Ao contrário dos dirigentes do grandes clubes, o vice-presidente de Futebol do Friburguense considerou que o adversário tinha o direito de pedir o adiamento. Ele informou que, mesmo se o Vasco não estivesse com jogadores na seleção, em uma reunião do Conselho Arbitral na Ferj, no dia 19 de janeiro, ficou "acertado" a possibilidade de o clube transferir seus jogos para não ser prejudicado no Carioca e na Taça Libertadores da América.O Vasco também conseguiu o adiamento de outras duas partidas pelo Carioca: o confronto contra o Madureira passou de quarta-feira para sexta; e, contra o Volta Redonda, jogará no dia dois de abril e não no dia primeiro, como previa a tabela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.