Gilvan de Souza/Divulgação
Gilvan de Souza/Divulgação

Flamengo reage no Brasileirão e derrota o Atlético-PR por 3 a 2

Ederson participa de dois gols em sua estreia pelo rubro-negro

FÁBIO GRELLET, Estadão Conteúdo

12 de agosto de 2015 | 21h49

Após dois resultados ruins (empate contra o Santos após abrir vantagem de dois gols, em casa, e derrota para a Ponte Preta, fora), o Flamengo foi a campo nesta quarta-feira, no estádio do Maracanã, no Rio, com disposição para liquidar o jogo rapidamente. Abriu o placar aos 9 minutos e não se intimidou com o empate, fazendo mais dois gols ainda na primeira etapa. O Atlético-PR descontou no segundo tempo, mas a vitória por 3 a 2 garantiu aos rubro-negros um avanço na tabela de classificação do Brasileirão, agora com 23 pontos.

Aos 12 minutos, o zagueiro Wallace aproveitou um escanteio pela direita para abrir o marcador. A bola passou por toda a defesa do Atlético e caiu à frente do zagueiro, que emendou de primeira. Na comemoração, os jogadores se reuniram ao redor do técnico Cristóvão Borges, que na última segunda-feira reclamou ser alvo de críticas racistas. O treinador ganhou um abraço coletivo. Mais 12 minutos e desta vez a falha foi da defesa flamenguista. O atleticano Marcos Guilherme cruzou, a bola passou por toda a defesa do Flamengo e Hernani, de cabeça, tocou para o gol.

O Flamengo não se abateu com o empate e continuou se lançando ao ataque. Aos 39 minutos, após uma dividida de cabeça na intermediária, a bola sobrou para Emerson. Livre, o flamenguista dominou, avançou para a entrada da área e chutou rasteiro no canto esquerdo do goleiro Weverton: 2 a 1.

Dois minutos depois, a zaga do Atlético recuou para Weverton, Emerson roubou a bola e chutou para as redes, mas o gol foi anulado porque, segundo o árbitro, o flamenguista cometeu falta no goleiro. Aos 44, não teve jeito. Alan Patrick cobrou com perfeição uma falta perto da área e a bola entrou à direita de Weverton, que não esboçou reação: 3 a 1.

No segundo tempo, o Atlético tentou equilibrar o jogo e aos 19 minutos diminuiu a vantagem carioca. Daniel Hernández cobrou escanteio na direita, Kadu fugiu da marcação de Wallace e cabeceou no canto esquerdo do goleiro César. Nos minutos seguintes, a torcida do Flamengo fez coro xingando o zagueiro, que acabou substituído. Aos 27 minutos, o Flamengo teve mais um gol anulado. Pará chutou para o gol, Weverton espalmou e o estreante Kayke, em posição de impedimento, cabeceou para o gol.

A partir dos 34 minutos, o Atlético jogou com um menos. Hernani cometeu duas faltas em 3 minutos e foi expulso após receber o segundo cartão amarelo. Mesmo assim, o time paranaense deu trabalho à defesa flamenguista, principalmente com Walter. Mas o placar não mudou.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 3 x 2 ATLÉTICO-PR

FLAMENGO - César; Pará, César Martins, Wallace (Samir) e Jorge; Márcio Araújo, Canteros (Jonas) e Alan Patrick; Everton, Ederson (Kayke) e Emerson. Técnico: Cristóvão Borges.

ATLÉTICO-PR - Weverton; Eduardo, Vilches, Kadu e Sidcley; Otavio (Daniel Hernández), Hernani, Bruno Mota (Barrientos) e Marcos Guilherme; Walter e Nikão (Crysan). Técnico: Milton Mendes.

GOLS - Wallace, aos 12, Hernani, aos 24, Emerson, aos 39, e Alan Patrick, aos 44 minutos do primeiro tempo; Kadu, aos 19 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Pará (Flamengo); Kadu, Sidcley e Barrientos (Atlético-PR).

CARTÃO VERMELHO - Hernani (Atlético-PR).

ÁRBITRO - Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP).

RENDA - R$ 595.975,00.

PÚBLICO - 17.962 pagantes (20.881 no total).

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.