Maarcelo Cortes/Flamengo
Maarcelo Cortes/Flamengo

Flamengo recebe Bragantino com missão de seguir no topo e preocupado com desgaste

Equipe carioca jogou na terça-feira e já volta aos gramados nesta quinta-feira

Redação, Estadão Conteúdo

15 de outubro de 2020 | 07h35
Atualizado 15 de outubro de 2020 | 08h30

O Flamengo nem teve tempo de descanso e já volta a campo nesta quinta-feira, às 20 horas, diante do Red Bull Bragantino, novamente no Maracanã. Com muitos jogadores desgastados pela maratona de partidas, o time entrará em campo após 48 horas, remodelado, sob o medo das lesões musculares e com a missão de manter a série de bons resultados.

O técnico espanhol Domènec Torrent vai descansar boa parte dos jogadores presentes na vitória sobre o Goiás, terça-feira. A dupla de ataque formada por Bruno Henrique e Pedro, por exemplo, pode ficar apenas na reserva. Filipe Luís cumpre suspensão e um dos jogadores do meio-campo também vai descansar: Thiago Maia ou Gerson. A defesa pode ser outra, também, sem Gustavo Henrique e Natan.

"Vamos tentar montar o melhor time para esse difícil jogo, mas não será fácil. Alguns estão cansados, outros com dores musculares. Vou perguntar quem está melhor", informou Domènec Torrent. O técnico não quer perder em hipótese alguma jogadores machucados em consequência do desgaste físico.

Quem acusar cansaço será preservado. "Jogamos cinco partidas em 12 dias. Agora será com intervalo de 48 horas. Em apenas 48 horas temos muitos riscos de lesões musculares", advertiu o treinador. Nesta quinta-feira ele perguntará a todos o real estado físico. O departamento de fisiologia também vai "palpitar" na escalação.

De certo está o retorno do meia Diego, que cumpriu suspensão diante dos goianos. Pode fazer dupla com Everton Ribeiro, de volta após servir a seleção brasileira e em campo apenas 20 minutos diante do Peru. Na frente o ataque pode contar com Vitinho e Lincoln, apesar dos elogios a Michael.

O treinador não esconde, porém, uma possível apresentação abaixo do mostrado pelo Flamengo nos últimos jogos. Os cariocas ganharam quatro seguidas no Brasileirão, sempre sendo superior, sobretudo na etapa final. Foram anotados 10 gols, média de 2,5 por encontro. Mas agora há o desgaste.

"Disputar muitos jogos seguidos é difícil e nem todos rendem 100%. Estão cansados, baixam o rendimento", enfatizou o catalão, que não quer, porém, sair mais da briga pelo título. Com início de Brasileirão ruim, ele lutou muito por uma reabilitação e agora não quer "perder o gás".

Busca pela reabilitação

Ainda sem encontrar a formação ideal do Red Bull Bragantino, o técnico Maurício Barbieri tentará buscar a reabilitação na partida frente ao Flamengo. Comissão técnica e direção têm cobrado uma reação dos jogadores, avisando que fará modificações no elenco e que já iniciou a procura de reforços na abertura da janela internacional, ocorrida na terça-feira.

O treinador vai fazer poucas mudanças em relação ao time que perdeu para o Atlético-GO por 2 a 1, de virada, na rodada passada. O time segue tendo como desfalques o volante Lucas Evangelista, com covid-19, e o atacante Alerrandro, com dores musculares. O atacante Artur, com problema na coxa, treinou, mas será ainda mais bem avaliado para saber se terá condições de entrar em campo.

Maurício Barbieri deixou em aberto quem colocará escalar entre os titulares. Com a possível volta de Artur, Leandrinho deve ficar como opções no banco de reservas. Wesley, que fez sua estreia no último final de semana, sentiu a coxa direita e acabou vetado.

O atacante Thonny Anderson segue de fora. Ele cumpriu suspensão automática por sua expulsão diante do Internacional, mas continua fora de sua melhor forma. Ele teria condição física pra poucos minutos, então comissão e diretoria acharam melhor deixá-lo fazendo alguns trabalhos específicos no CT nesses dias e estar com uma condição melhor para os próximos jogos.

"Eu acredito nos jogadores. Todos nós sabemos que precisamos ter um outro nível de performance e crescimento. Nos últimos jogos, não ficamos perto do que podemos desempenhar. A diretoria está buscando reforços e quem não estiver apresentando resultados vai ficar pelo caminho", ameaçou o treinador.

Há quatro jogos sem vencer, o Red Bull Bragantino aparece na vice-lanterna do Brasileirão, com 12 pontos. Perdeu seus dois últimos jogos, para o Atlético-GO, por 2 a 1, fora, e para o Internacional, por 2 a 0, em casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.