Flamengo reclama de efeitos suspensivos para Botafogo

A decisão de Antonio Wanderler, presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro, de conceder efeito suspensivo para o lateral-direito Alessandro e o zagueiro Juninho irritou a diretoria do Flamengo, que considera que o rival Botafogo está sendo favorecido para a decisão da Taça Rio. "O C.R.Flamengo manifesta o seu inconformismo com a decisão do Presidente do Tribunal de Justiça Desportiva da Ferj, sr. Antonio Wanderler", afirma, em nota oficial.

AE, Agencia Estado

17 de abril de 2009 | 20h57

O Flamengo lembra que não conseguiu efeito suspensivo para o goleiro Bruno na semana do confronto com o Fluminense. "Na semana anterior negou pedido idêntico ao C.R.Flamengo para liberar o goleiro Bruno, do mesmo modo punido pelo Tribunal", reclama.

"A conduta do sr. Presidente do Tribunal Antonio Wanderler revela que usou de dois pesos e duas medidas, o que dá ao Flamengo o direito de considerar a referida decisão, no mínimo, incoerente", encerra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.