Gilvan de Souza/Divulgação
Gilvan de Souza/Divulgação

Flamengo repudia punição a Luxemburgo e ataca a Ferj

Treinador foi suspenso por dois jogos por questionar a entidade

Estadão Conteúdo

31 Março 2015 | 20h57

Após o gancho de dois jogos sofrido pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, o Flamengo voltou a mostrar insatisfação com a atual gestão da Federação de Futebol do Rio (Ferj). O clube publicou uma nota em seu site nesta terça-feira repudiando a punição imposta ao treinador, que reclamou publicamente do regulamento do Campeonato Carioca na semana passada.

"O que o treinador fez foi simplesmente externar algo já sabido e discutido pela imprensa e os milhões de torcedores do estado: o péssimo planejamento e organização do Campeonato Carioca de Futebol", diz a nota.

De acordo com a direção do Flamengo a Ferj está "ferindo o princípio constitucional da liberdade de expressão e suprimindo de um cidadão o seu direito ao trabalho".

A punição a Luxemburgo foi proferida em julgamento realizado na última segunda-feira. De acordo com os auditores do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio, o técnico "assumiu conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva." Ele corria o risco de ser suspenso por seis partidas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.