Flamengo só pensa em descanso antes da final do Carioca

Equipe rubro-negra sofre com o desgaste da viagem à Cidade do México, pela Copa Libertadores

Redação,

01 de maio de 2008 | 19h17

A ordem no Flamengo é descanso absoluto. Depois da ótima vitória por 4 a 2 sobre o América, no México, pela Copa Libertadores, o time embarcou na noite desta quinta-feira de volta ao Rio. Contato com bola, só no domingo, quando a equipe enfrenta o Botafogo pelo troféu de campeão estadual. Um empate garante o título. "Agora é relaxar. Não pode faltar travesseiro, edredom e ar condicionado", diz o preparador físico Ronaldo Torres, um dos responsáveis pela decisão de permanecer um dia a mais na Cidade do México.Depois da vitória sobre o Cienciano, no Peru, ainda na primeira fase, o time voltou imediatamente para o Rio, viajando durante todo o dia seguinte, e foi derrotado por 3 a 0 pelo Botafogo no domingo seguinte. "Aquele planejamento foi complicado. Agora, os jogadores puderam dormir depois da partida e não farão nenhuma atividade com bola até a hora da partida. Nem rachão haverá".O técnico Joel Santana, assim como fez contra o América, poderá mexer em algumas posições. Toró não atuou no México e está inteiro. Leonardo Moura, Juan e Souza jogaram meio tempo. Mas alguns, como Cristian e Ronaldo Angelim deixaram o campo exaustos. "Vamos colocar saúde em campo, como fizemos contra o América", antecipa Joel, que já pensa em adiar sua saída do clube para treinar a seleção sul-africana para depois do jogo de volta. No roteiro dos sonhos rubro-negros, já com o título estadual garantido, seria a festa de despedida do treinador.As especulações para seu substituto continuam. "Estamos entre um jovem promissor e um mais experiente. Os dois estão empregados e têm a ver com o Flamengo", é só o que diz o vice-presidente de futebol, Kleber Leite.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.